Koh Tao



Este post estava prometido já há muito tempo mais concretamente desde que vos falei aqui sobre a maravilhosa ilha de Koh Samui, mas a verdade é que relembrar Koh Tao é para mim uma sensação agridoce pois a saudade e o fascínio por aquele lugar são gigantes.

Das 3 ilhas que já conheço na Tailândia - Koh Ngai em 2014, Koh Samui e Koh Tao em Julho deste ano, sem dúvida que esta última foi a que mais me marcou pela sua incrível beleza.

É uma ilha pequena, com um acesso dificultado por estar cheia de subidas e descidas em estradas de terra, mas a sua beleza natural faz-nos sentir no meio de um filme do indiana Jones e foi claramente a ilha onde estive com a água mais transparente de sempre.

Ficaram curiosos? Venham então dai comigo.



O acesso

O acesso para Koh Tao só é feito de barco e é uma verdadeira aventura especialmente para quem tem estômagos sensíveis. Koh Tao fica bastante longe de Koh Samui, a viagem de speedboat demora 1h30 e o barco pára antes em Koh Phangan a famosa ilha da full moon party. Um dos melhores conselhos que vos posso dar é planearem a vossa ida a Koh Tao longe da festa em Koh Phangan, porque os barcos tornam-se caóticos e em dias de festa são capazes de não arranjar bilhete se o forem comprar no momento, por isso basta verem quando calham as luas cheias em cada mês e gerirem a vossa ida para Koh Tao assim. 

Se por acaso calhar mesmo numa altura de festa o melhor é comprar antecipadamente pela net, há imensos sites onde o podem fazer, nós comprámos numa loja perto do hotel em Koh Samui mas os preços não variam do online. Agora como vos disse acima quem sofre de enjoos é melhor preparar-se, nós tínhamos comprimidos para o enjoo tomámos antes da viagem e mesmo assim não deixámos de ficar mal dispostos especialmente na ida, pois apanhámos mau tempo no mar e se uma viagem em speedboat já pode ser perigosa para o estômago por serem barcos que balançam muito mais na água imaginem só com mau tempo...vi muita gente verde na viagem. 


A chegada ao porto

Koh Tao tem um porto o Mae Haad Lomprayah e a chegada a este local é deveras interessante. Depois de uma viagem meio atribulada por causa do mau tempo quando chegámos fomos completamente sugados por centenas de pessoas a oferecerem deslocação. Lembro-me que foi possivelmente das situações mais sufocantes que já senti na vida, tentar mexer-me e para qualquer lado que me virava tinha pessoas aos gritos a dizer "taxi-taxi-taxi". Enfim, talvez tenha reagido pior porque estava efectivamente muito mal disposta, mas nós seguimos o nosso caminho porque já tínhamos combinado com o nosso hotel para nos irem buscar - expliquei-vos no post de koh samui que é algo que devem fazer quando chegam a um sítio que não conhecem nada.

O Hotel


Confesso-vos que estivemos até à última para trocar este hotel, muito por culpa de uma review que tínhamos visto no tripadvisor uma semana antes da viagem que dizia horrores daquilo. Depois de muito reflectir decidimos baixar sobre nós o espírito tailândes e fomos ver como era, pensámos que pior do que um sítio onde ficámos em Bangkok em 2014 não podia ser por isso não desmarcámos, até porque a nossa ideia era se realmente fosse mau trocávamos para outro sem problema. E ainda bem que não o fizemos porque foi claramente dos locais mais bonitos que já estivemos e se algum dia regressarmos a Koh Tao será no sea view resort que iremos ficar. 

O acesso a ele não é fácil como na realidade nada é em Koh Tao uma vez que é uma ilha montanhosa portanto preparem-se para subir muito. Chegámos ao Sea View Resort já de noite, portanto não conseguimos ver a paisagem à volta, fomos atendidos pela dona do hotel, uma senhora muito simpática, amante da vida saudável e que não só se preocupava em uma carta de restaurante cheia de comida saborosa e muito saudável como dava indicações na cozinha para me fazerem versões vegetarianas de certos pratos. Esta senhora praticava yoga, fazia exercício e era uma verdadeira apaixonada por gatos, portanto o resort estava cheio deles e nós amávamos. 

Uns dias depois conhecemos o marido dela um rapaz alemão que se fartou do frio e mudou-se de armas e bagagens para Koh Tao, pelo meio apaixonou-se e por lá ficou a ajudá-la a gerir o resort. Emprestou-nos a sua Go Pro para fazermos vídeos debaixo de água e estavam sempre prestáveis em tudo. 



Se já estávamos contentes com a decisão de não termos mudado de hotel, de manhã tivémos mesmo a certeza que estávamos no lugar certo. O nosso quarto era um bungalow bem no topo com uma varanda linda, tínhamos uma vista de cortar a respiração que ficava mesmo de frente à nossa cama, acordámos e estávamos rodeados de verde e ao fundo uma imensidão de mar, portanto o cenário perfeito para admirar enquanto se bebia uma água de coco na cama de rede que tínhamos na varanda. 


Deslocação

Como já referi Koh Tao é uma ilha montanhosa, portanto não dá para chegar a todo o lado a pé. Os únicos tuc-tuc que existem são mesmo só no centro da vila perto do porto de resto os carros que se vêm são carrinhas 4x4 porque as estradas são todas de terra ou então motas. Mas se já em Koh Samui vos avisei que é preciso ter cuidado a conduzir na Tailândia porque eles são completamente doidos em Koh Tao mais do que cuidado é preciso mesmo saber conduzir motos. As estradas são perigosas por causa das muitas subidas e descidas acentuadas e de noite pouco iluminadas, portanto se não querem ter as férias estragadas em Koh Tao a melhor forma é mesmo pagar táxis. 



Nós acabámos por ter sorte porque o nosso resort ficava a uma caminhada de 15 minutos daquela que é considerada uma das praias mais bonitas de Koh Tao (Aow Leuk), portanto passámos muito tempo por lá, depois quando queríamos ir à vida comer, fazer massagens ou passear pedíamos ao hotel para nos levar e à vinda negociávamos com um táxi. 



O que fazer

Koh Tao é considerado um dos paraísos do snorkeling na Tailândia e se em Koh Samui não conseguimos ver nada de jeito na tour que fizemos, em Koh Tao bastava colocar os pés dentro de água para ter cardumes de peixes à volta. Alugámos máscaras de snorkeling no resort e passávamos horas dentro de água a ver peixes. Vimos muitos peixes palhaços, raias e tantos outros super coloridos e eu cheguei a ver um tubarão pequenino, o bom de Koh Tao é que em praticamente todas as praias conseguem ver imensos peixes. Uma coisa chata é que existem alforrecas também especialmente quando chove, eu não vi nenhuma mas conhecemos um casal de brasileiros que tinham sido picados por uma. 

Depois aproveitámos também para fazer massagens no centro de Koh Tao e ver como a vida se desenrolava por lá. Fizemos uma tour de snorkeling, onde parámos em 4 pontos específicos e em todos eles vimos peixes específicos só fiquei um pouco triste porque muitos corais infelizmente estão mortos. 



Outro lugar incrível que é imprescindível visitar é a ilha Koh Nangyuan com a água mais cristalina de sempre e que está dividida em dois por uma estreita língua de areia. Esta praia tem um view point maravilhoso mas preparem o vosso pulmão porque a caminhada é sempre a subir, por degraus muito estreitos e com a humidade a 85% como estava na altura em que fomos, chegámos ao topo completamente encharcados, mas sem dúvida que valeu mesmo a pena. 



Quanto tempo ficar?

Uma vida inteira pode ser? Acho que depende muito do tempo que têm para a vossa viagem. 
Koh Tao é pequeno e vê-se bem em 3-4 dias pelo menos as coisas mais importantes da ilha, mas a sensação que me deu é que há tanta coisa bonita para descobrir que adorava ter o privilégio de poder lá ficar pelo menos um mês. 

A verdade é que amei Koh Samui e Koh Ngai mas a energia de Koh Tao é tão diferente que sem dúvida me deixou uma saudade imensa e uma vontade enorme de regressar para me perder durante horas no snorkeling ou simplesmente ficar na praia a ver os pôr-do-sol mais bonitos de sempre. 

Não deixem de consultar todas as outras aventuras vividas na Tailândia aqui
Podem também saber mais sobre o que vimos no Camboja em 2014 aqui.

3 comentários :

  1. O paraíso na Terra.:p

    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Epa, nem consigo expressar a felicidade por me deparar com estes posts. A sério. Não sei como vai ser este meu 2017, que se começa a revelar particularmente imprevisível, mas na possibilidade de conseguir tirar umas férias longas o Sudeste Asiático vai ser o destino - e a Tailândia, claro, um país obrigatório. Da forma como penso planear a viagem creio que não vai dar para conhecer muitas ilhas, mas Koh Tao era uma das que queria mesmo. Tenho uma amiga que passou uma grande temporada aí e apaixonou-se por completo. Este teu post deixou-me com ainda mais vontade de conhecer esse paraíso e finalmente encontro um post que dá mais sugestões do que ficar de rabo para o ar na praia - que também é uma excelente ideia, mas eu não consigo passar mais de dois dias nisto!

    Aonde (não) estou

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A tailândia é o meu eterno amor estive lá em 2014 onde entre tantas coisas visitei Koh Ngai no sul uma ilha praticamnete deserta e que pouca gente conhece vê aqui: http://www.lollytasteblog.com/2016/05/koh-ngai.html e o ano passado decidimos vir para norte e para além de koh Tao também fomos a Koh Samui que amei http://www.lollytasteblog.com/2016/10/vamos-ate-koh-samui.html.

      Koh Tao tem uma vibe bem diferente, é muito calma e como está rodeada de selva sentes-te sempre uma espécie de indiana jones e para mim é o local ideal para snorkeling :) Se precisares de mais dicas diz, não sou expert em sudeste asiático mas com duas viagens já consigo ajudar :) beijinhos

      Eliminar