7 Dicas para sobreviver aos jantares de Natal

imagem via pinterest

Vocês não acham estranho estar a falar de Natal, ver as ruas decoradas, as lojas já cheias de inspiração natalícia quando parece que ainda há pouco tempo estávamos a entrar em 2016? Não me interpretem mal sobre gostar desta época porque eu sou a louca do Natal, mas caramba este ano está a andar a uma velocidade gigantesca e se por um lado estou super entusiasmada por montar a árvore de Natal e já totalmente no espírito, por outro fico com a impressão que nem dei pelo ano passar.

Mas vamos ao que interessa, já se respira Natal e todos sabemos que esta época para além de presentes traz também os famosos jantares de Natal. E se acham que estou a falar sobre este assunto cedo de mais posso dizer-vos que eu já tenho 3 marcados e mais se vão seguir.

Os jantares de Natal são porreiros para juntar amigos, para aproximar as pessoas de uma empresa (às vezes até de mais), mas são também perfeitos para arruinar todo o nosso plano alimentar. Todos sabemos de antemão que esta época é a rainha dos excessos, muitos doces, muitas tentações e é fácil escorregarmos à grande nestes eventos, o que na maioria das vezes se traduz num perdido por 100 perdido por mil e faz com que todo o mês de Dezembro seja de loucura alimentar e Janeiro de punição.

E é para evitar comportamentos de punição e de compulsão que vos trago sete dicas bastante práticas que vos vão permitir saborear toda a época que se aproxima sem culpas e com toda a alegria. 


1- Gerir o que se come durante o dia

Esta é simples e é das que mais uso na minha vida, não só nesta época mas em várias alturas. Basicamente durante o dia controlam mais o que comem, apostam mais em proteínas, vegetais e gorduras boas para se manterem saciados e reduzem um pouco o consumo de hidratos durante esse dia para depois à noite poderem estar mais à vontade. No dia a seguir compensam novamente com este sistema, e depois regressam novamente à vossa rotina alimentar normal. 

2- Não vão para o jantar cheios de fome

Nem para os de Natal nem para nenhum. Normalmente eu como sempre qualquer coisa antes de ir para um jantar, duas cenouras, um punhado de frutos secos ou até uma tigela de sopa ajudam-me a não ter vontade de devorar a cesta do pão quando me sento à mesa. Óbvio que não há mal nenhum em comer pão, mas uma coisa é comer uma fatia outra é encher a pança com pão e manteiga antes do jantar vir. Se já forem com o estômago forrado, vão ter menos vontade de cometer tantos excessos. 

3- Não comas tudo só porque é grátis ou buffet

Esta aplica-se muito nos jantares de empresa. Vamos lá ver uma coisa, o mundo não vai acabar no dia a seguir ao jantar, portanto não precisas de abastecer o teu estômago como se fosses deixar de comer no próximo ano. É importante racionalizar a comida e não encarar esta situação como uma oportunidade de comer à grande só porque não pagas. Vou-te dar uma dica que a minha dietista me deu há uns anos atrás, pega num prato de sobremesa, escolhe 5 coisas que queres comer e depois desfruta dessas coisas calmamente. Quando acabarem, acabou, não vais ficar mais feliz nem mais satisfeita se repetires, e no dia a seguir de certeza que não te vais culpabilizar por te teres excedido. 

4- Natal não significa férias do treino

Vão reparar que a partir de Dezembro os ginásios começam a ficar vazios, a malta entra em modo glutão e decide fazer uma pausa no exercício para saborear todos os pecados que podem, mas esta é uma atitude errada. Se estão numa época em que consomem mais calorias o exercício faz ainda mais sentido para não deixar descambar o peso. De certeza que se forem conciliando os treinos com os jantares de Natal vão chegar ao fim do mês em melhor forma do que se deixarem de treinar e se dedicarem a 100% à nobre arte de enfardar fatias douradas. Se ingerem mais calorias e não as queimam o corpo só consegue fazer uma coisa, acumulá-las no vosso rabo e depois a roupa gira que querem usar na passagem de ano não vai servir, por isso pensem bem quando estiverem a ponderar fazer uma pausa este ano no ginásio. 

5- O Natal e a passagem de ano são 2 dias, os jantares 1 noite

É isto mesmo meus amigos, sabem porque é que a maioria das pessoas engorda nesta altura? Porque vive o Natal de dia 1 de Dezembro até dia 1 de Janeiro e como nós sabemos fazer isto só vai dar disparate, e isto aplica-se também aos jantares de Natal. Não entendam esta época como a altura perfeita para darem o grito do ipiranga e borrifarem-se em todo o esforço que andaram a ter nos meses anteriores. O jantar é na quarta? Então segue a tua vida normalmente até esse dia, come bem, treina, vai jantar, diverte-te e no dia a seguir regressa ao normal. Tens outro jantar na semana a seguir? Ok, tens mais não sei quantos dias para manteres a tua rotina e depois vais ao jantar novamente. Ter jantares de Natal não significa que tenhas de abandonar a tua alimentação durante um mês, significa sim que tens de ser mais metódica para evitar estragos maiores.

6- Cuidado com as bebidas alcólicas

O álcool é das coisas mais calóricas num jantar. Um copo de vinho até pode ser bastante agradável e tem só 83 calorias, mas se formos para as bebidas brancas o caldo está entornado. Uma vodka pode ter até 231 calorias, uma caipirinha 371 e um gin 263, agora imagina isto multiplicado por vários, para além de ser uma montanha de açúcar a entrar-te directamente para o corpo sem qualquer tipo de valor nutricional vai dar disparate na certa, pois todos sabemos que há sempre alguém que faz grandes figuras nos jantares. Não queiras ser o bobo da corte especialmente se estás num jantar de empresa com pessoas que vais encontrar no trabalho no dia a seguir, para além disto pegar no carro é completamente impensável ok?

7- Aproveita

Nada de nóias ok? É uma oportunidade para te divertires, portanto desfruta e não estejas muito concentrada se vais sair da dieta ou não. Podes claro controlar o que comes mas encara isso de uma forma leve e não como uma obrigação que te vai fazer retrair, e se escorregares num jantar não te martirizes, deslizes acontecem e só tens de voltar à tua rotina no dia a seguir. Não te condiciones porque tens medo de engordar, sê feliz. 

2 comentários :