Uppaliano da Semana: Tofu

Follow my blog with Bloglovin

Sou voluntária na UPPA há exactamente 3 anos e apesar de já ter visto casos dificeis de abandonos e devoluções ou ter conhecido histórias muito tristes de maus tratos confesso que ainda me continuo a surpreender com certas coisas que acontecem e a história do Tofu foi uma dessas que me deixou de queixo caído e lágrimas nos olhos, porque há alturas em que me custa acreditar que divido o mundo com pessoas tão cruéis.

Conheçam então a história do Tofu. 

"Todos os Verões temos os chamados casos “vira o disco e toca o mesmo”… a musica que mais se sente são os latidos de cães amarrados ao portão, de ninhadas deixadas em caixas fechadas, de cães atirados por cima do portão, sempre pela calada da noite, com a cobardia que assiste a qualquer humano que abandona o seu animal e se conforta no pensamento de que pelo menos o deixou à porta de uma associação. 


Este ano o “disco virou mas a música mudou” para algo mais requintado, a noite já não foi o momento escolhido e o portão também não. Em pleno dia, sem que nada o fizesse prever, alguém, muito cruel, estacionou o seu carro no início da rua que vai dar ao albergue Uppaliano e sem dó nem piedade atirou o seu melhor amigo para a estrada, uma pequeno amigo que não pesa mais de quatro quilos, que é um doce de cão, muito carinhoso, que cabe em qualquer cantinho… mas isso não impediu que fosse atirado como um pedaço de lixo para a estrada.




Surpreendido com a atitude do “humano” o pequeno Tofu, nome com que foi baptizado, recusava-se a querer sair do lado do carro, queria entrar novamente para dentro dele, queria acreditar que seria certamente uma brincadeira (de mau gosto) do seu humano… mas não era…e o seu humano, que não merece o cão que tinha, como se já não bastasse ter atirado o Tofu do carro, perante a sua insistência em querer entrar novamente, ainda se deu ao trabalho de sair do carro e de lhe dar uma “paulada” para que seguisse em frente pois a UPPA era já ali….e o pequeno Tofu seguiu, triste e magoado.

Assim começa a história do Tofu, um menino muito jovem e simpático que aguarda agora na UPPA por uma família que o mereça e enquanto ninguém se apaixona, o TOFU PRECISA DE PADRINHOS pois está a fazer o tratamento para a febre da carraça com as inerentes despesas veterinárias com as quais a UPPA não contava e que somam aos milhares de euros que estão por liquidar à conta de tantos outros “donos” cobardes de tantos outros Tofus…


Se quiserem apadrinhar o pequeno Tofú enviem e.mail para uppa.apadrinhamento@gmail.com, ou se não ficaram indiferentes a tanto charme e sentem que podem dar todo o amor que este menino precisa escrevam para: uppa.adoptantes@gmail.com.

4 comentários :

  1. se a minha pequena lê-se isto já estava a dizer que o ser humano é um verdadeiro animal no sentido da palavra!
    Ela adora animais mais do que pessoas e começo a compreender o porquê!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. infelizmente mesmo com tanta sensibilização para as causas animais estas histórias de terror continuam a existir em larga escala e é mesmo muito revoltante. É mesmo importante que desde pequenos as crianças tenham sensibilidade para estes assuntos para ajudar a um futuro melhor :)

      Eliminar