Fui ao Crossfit

imagem via web

Tive ontem a minha primeira aula de crossfit. Foi também a minha primeira vez numa box e saí de lá com a certeza que tinha feito a escolha certa.

O crossfit sempre exerceu sobre mim um grande fascínio, de tal modo que eu tenho dois pares de ténis de crossfit com que treinava normalmente. Já tinha feito muito cross training com o meu antigo PT durante muito tempo e sempre gostei não só do tipo de treino como da adrenalina que sentia. Demorou um ano desde que comecei a demonstrar interesse por esta modalidade mas decidi que estava na altura de arriscar e experimentar. 

Não vos consigo explicar o ambiente de uma box, é tão diferente do que estava habituada, não há espelhos, não há pausas para selfies, não há olhares indiscretos, há sim uma grande entre ajuda. As pessoas no crossfit unem-se, juntam-se e apoiam-se, formam um grupo e durante aquela hora de treino tentam ir mais além. No final todos se cumprimentam, e no fundo fazem-te sentir que pertences ali.

A minha primeira aula foi num dia de recovery day, supostamente são as aulas mais calmas, mesmo assim terminei a suar. Muito remo, deadlifts, power cleans e handstands, muitos destes termos eu conhecia porque já fazia estes exercícios nos meus treinos (menos o handstand que tinha pavor), no entanto todas as siglas que aparecem no quadro deixam-me com os olhos em bico.

O bom disto é que mesmo que não se percebam as siglas ou que não se consigam fazer os exercícios, o coach explica tudo e dá mil variações para que todas as pessoas consigam fazer e possam evoluir, porque ao contrário do que se pensa o crossfit é para todos. Como disse acima um dos exercícios do meu primeiro dia de treino eram os  handstands push ups, mas eu sempre tive pavor deste exercício por ter um trauma de infância a fazer o pino, no entanto o professor deu-me outra opção e eu acabei por fazer push ups nas barras. 

Terminei a aula com vontade de regressar no dia a seguir, estou inscrita 3 vezes por semana e complemento os outros dois dias com os treinos na praia. Portanto amanhã é de novo dia de crossfit e eu já estou ansiosa. 

Chamem-lhe moda, desporto que não é desporto, modalidade perigosa, o que quiserem, para mim crossfit é sinónimo de superação e sobretudo é uma modalidade que me faz acreditar nas minhas capacidades, e só por causa disto já valeu a pena ter decidido experimentar. 

Portanto, fui ao crossfit e fiquei. 

1 comentário :