Projecto Amélia - Review


Em Abril fiz este post, sobre o trabalho irreprensível de Fernando Pinho e do seu Amelia Project, que procurava ajudar crianças com cancro no Myanmar, ajudando no transporte, pois a maioria da população não tem dinheiro para pagar a deslocação ao único hospital que pode ajudar estas crianças, e as famílias que conseguem juntar dinheiro fazem-no em autocarros muito lotados que chegam a demorar 4 dias a chegar ao destino. 


Na altura foi feita uma grande campanha no aeroporto de Lisboa, para se conseguir angariar dinheiro para a compra de um avião que iria ajudar e muito estas pequenas crianças que nada têm. Eu apelei por aqui que quem pudesse contribuísse com aquilo que fosse possível e a semana passada depois de eu própria também ter ajudado, recebi um email que me deixou de lágrimas nos olhos. 

Muito resumidamente dizia, que o objectivo era angariar fundos para realizar este projecto piloto e transportar durante um mês as crianças até ao hospital, mas com a ajuda de muita gente, vai ser possível que o projecto dure um ano já a começar em Outubro. 



Os fundos angariados vão ser usados em dois programas distintos; o primeiro programa com duração de um ano, irá permitir o apoio financeiro no transporte de aproximadamente 300 crianças e acompanhantes. Este apoio permitirá que estas crianças não faltam aos tratamentos por falta de dinheiro para pagar as viagens ou que não precisem de ficar a viver na rua entre diferentes fases do tratamento. As viagens serão realizadas através dos meios atualmente disponíveis no país, mas subsidiadas pelo Projeto Amélia.
O segundo programa a desenvolver será um projeto piloto com a duração de dois meses. Irá oferecer transporte aéreo e terrestre organizado pelo Projeto Amélia, sem custo para as crianças e famílias, e irá reduzir a duração das viagens de diversos dias para cerca de 90 minutos. Adicionalmente, o programa pretende identificar mais crianças a viverem com cancro mas sem acesso a tratamento, e oferecer-lhes transporte para o hospital.

Assim sendo o Projecto Amélia passa assim a ajudar todas as crianças diagnosticadas com cancro no Myanmar e a desenvolver esforços para identificar parte das 2700 crianças que se estimam viverem com cancro mas sem diagnostico, acesso a cuidados médicos e tratamento.


Receber estas notícias deixou-me num estado de alegria tremendo, porque com tão pouco tenho noção que consegui realmente ajudar. Muitos de nós queixam-se que é preciso mudar o mundo mas que não somos ninguém para o fazer, a verdade é que temos o poder de criar mudanças nas nossas mãos basta querer e deixar de olhar tanto para nós, para as redes sociais e para o nosso ego e olhar para o que nos rodeia com olhos de ver. 

Eu não fiquei mais pobre por ter optado por menos um jantar fora naquele mês, mas sem dúvida que do outro lado do mundo há crianças mais felizes no meio de uma doença tão má num país tão empobrecido.

Se quiserem contribuir para este projecto visitem o site aqui

Sem comentários :

Enviar um comentário