Vamos falar de Champô Seco

Começo a semana a partilhar com vocês, algo que entrou na minha vida há dois meses e que veio definitivamente salvar o meu cabelo, falo-vos do champô seco.

Há muito tempo que já tinha ouvido falar sobre ele, ouvia boas opiniões mas confesso que tinha sempre um certo medo de ficar com o cabelo branco e a coisa não resultar, até que há dois meses decidi mesmo que precisava de uma solução capilar.

Como sabem, faço exercício 5 a 6 vezes por semana, e costumava lavar o cabelo todos os dias. Tenho um cabelo muito muito fino, que se parte com facilidade e nos últimos meses ele estava estupidamente fraco, sem brilho, e a cair muito por causa do excesso de lavagens, já para não falar que ele é naturalmente oleoso e a lavar todos os dias a oleosidade tinha piorado consideravelmente, chegando a lavar o cabelo de manhã e à tarde já o tinha sujo.

Voltei a ler mais sobre champôs secos e decidi arriscar na Klorane, uma marca em que confio pois já usei varias vezes o champô para cabelos oleosos deles e gostei bastante. Fiz então a encomenda, andei a ver imensos vídeos no YouTube, de como aplicar a coisa como deve ser sem ficar com a cabeça a parecer o topo de uma montanha cheia de neve e voilá, um belo dia em casa (sim antes de experimentar a coisa a sério, fiz um teste em casa para ver se tudo corria bem), tinha o cabelo um pouco mais oleoso e resolvi colocar o champô seco.

A aplicação é simples, separo o cabelo por mechas, e com uma distância de 20cm pulverizo o produto na parte de cima da cabeça, vai ficar branca mas é essa a intenção, depois deixo o champô fazer efeito durante 2 minutos e chega a altura de retirar.

Como o meu cabelo é muito fino e não tem grande volume, viro a cabeça para baixo e com as pontas dos dedos vou espalhando o produto para ele começar a sair (sente-se mesmo nos dedos o pozinho a cair). Depois penteio o cabelo sempre com a cabeça virada para baixo e quando volto a subir voilá, o cabelo não só perdeu a oleosidade como ganha bastante mais volume.

Depois de me habituar a isto, o champô seco passou a fazer parte do meu dia a dia, conseguindo assim passar a lavar o cabelo dia sim dia não, quando antigamente o lavava todos os dias e a verdade é que nestes dois meses com este espaçamento de lavagens, já o noto menos oleoso e um pouco mais forte.

Quando treino, o que faço no ginásio é prender bem o cabelo no topo da cabeça para que o suor não o suje, no entanto se suar mesmo mesmo muito, tenho de o lavar mas até agora tenho conseguido alternar as lavagens com este método. 

Eu tenho dois, com urtiga mais recomendado para quem tem o cabelo naturalmente oleoso ajudando assim a regular a oleosidade e o com leite de aveia que serve para todos os tipos de cabelo. Gosto de ir alternando com os dois, para não viciar o meu couro cabeludo. 

Como é óbvio não dá para utilizar vários dias seguidos, mas numa situação destas ou mesmo de emergência, em que por alguma razão sintam o cabelo sujo e não o possam lavar é uma óptima solução. 

3 comentários :

  1. Acho o champô seco uma coisa tão útil! Nunca comprei os da Klorane porque os acho demasiado caros para o tempo que duram, prefiro os da Batiste :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. sim o preço dos da Klorane é carote já andei de olho nos da Batiste também, tenho que experimentar :)

      Eliminar
  2. Também uso o Klorane de aveia e adoro! É uma óptima opção para substituir as lavagens que, tal como no teu caso, já começavam a ser em excesso por causa dos treinos e das corridas (já para não falar das máquinas de roupa infinitas para fazer, mas isso já é outro assunto ahaha)

    ResponderEliminar