Hidratos de carbono depois das 18? Sim ou Não e Porquê




Hoje quem fala aqui no blogue é a minha nutricionista Filipa Vicente, que tanto me tem ajudado na minha recomposição corporal, e nada melhor do que a Filipa para explicar um tema que é dos mais debatidos de sempre e que mais controvérsia gera neste mundo do saudável.


"Há 1001 mitos sobre hidratos de carbono, na verdade são o nutriente menos amado na hora de baixar uns quilos na balança e o mais sacrificado. Mas um dos que teima em não desaparecer é de que não devemos ingeri-los depois das 17 ou das 18 ou das 19h, ou a qualquer hora do lusco fusco em que todas as calorias viram o diabo.

Porque é um mito? Eis 3 razões: 

1. Não tem um relógio dentro de si. Para o seu corpo é indiferente a hora do dia, o que importa é o total diário, das 24h, e o que são 24h em 7 dias, ou 14... ou 31... ou 365? O mais importante para controlar a gordura corporal é manter um balanço energético adequado ao objetivo, tem de estar em défice se quer emagrecer e em manutenção se quer manter a gordura sob controlo. 

2. A qualidade dos hidratos de carbono que come fora de casa. Imagine a seguinte situação: almoça nesse restaurante diariamente onde lhe servem uma lustrosa forma de arroz que pensa ser apenas arroz.... tem mais gordura do que hidratos de carbono ou não sabia tão bem. Em casa, sabe exatamente o que tem o arroz e como foi feito. 

3. O mecanismo de recompensa. Depois de um longo dia de trabalho o seu corpo agradece e pede algo mais saboroso e compensador, normalmente os erros alimentares mais graves são feitos à mesa de jantar e depois. Ingerir hidratos de carbono ao jantar pode ser uma excelente forma de travar o desejo de atacar o frigorífico quando outros dormem. 

Acima de tudo, o factor mais importante na alimentação é a QUANTIDADE, o alimento certo na quantidade errada faz mal por isso esqueça a ideia de que pode comer um frango inteiro ou uma pescada inteira porque come só salada ao jantar. O timing é irrelevante a longo prazo porque os seus horários podem mudar. 

Mas se nada disso convencer... metabolicamente também faz mais sentido ingerir hidratos de carbono nas derradeiras horas do dia, em primeiro lugar porque o corpo tem menores picos de insulina e consequentemente menor tendência para lipogénese e em segundo lugar porque ajuda na qualidade do sono e a dormir somos muito bons a queimar gordura."

 Filipa Vicente Nutricionista - Página de Facebook 

4 comentários :

  1. Bela explicacao. Concordo plenamente com a ideia das quantidades certas. O melhor exemplo que se pode referir relativamente 'as quantidades e' a agua. Nao vivemos sem agua e precisamos tanto dela como de ar para respirar. No entanto, ate' a agua em excesso (entenda-se excesso de agua como algo realmente monstruoso tipo 10 ou 15 litros ou mais ate) se torna veneno e pode matar-nos.

    ResponderEliminar
  2. uau que explicação espectacular, eu sou das que corta hidratos de carbono à noite e esta explicação deixou-me ciente que possivelmente ando a fazer as coisas mal e isso se calhar explica o porquê de estar sempre cheia de fome mal acordo. obrigada por este post

    ResponderEliminar
  3. Tambem acredito que não tem qualquer problema comer hidratos a noite, mas para mim comer massa e arroz ao jantar deixa-me inchada no dia a seguir. Prefiro optar por uma sopa de legumes e uma fruta =)
    Adoro comer um belo prato de massa, apenas prefiro comer ao almoço .

    Sophie.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hoje em dia também não como massa e arroz à noite, mas não consigo jantar só sopa e fruta. Tenho sempre que ter uma proteína e uma leguminosa e deixo a fruta para durante o dia. Se jantar só sopa fico cheia de fome e como treino muito cedo no dia a seguir preciso de ter um bom jantar.

      Eliminar