O que mudou em 3 anos de treino e reeducação alimentar - Parte 1



Decidi fazer este post para vos contar um bocadinho sobre o meu percurso nestes últimos anos, pois a verdade é que os últimos 3 anos foram de uma aprendizagem gigantesca para mim tanto a nível de exercício como da alimentação, e hoje em pleno 2016 posso dizer que sou feliz com o meu eu.

Andando uns bons anos para trás, em miúda sempre fui muito magra, um verdadeiro esqueleto com pernas, tinha muitos problemas para comer e adoecia muito, no entanto na adolescência tudo mudou. Comecei a engordar aos 13 anos, com a chegada da menstruação, e apesar de sempre ter feito exercício (na escola era sempre a melhor aluna a educação física), jogava futebol e basket comia muito e comia mal, por isso o meu peso subiu estupidamente e cheguei aos 80kilos.

Até que um belo dia tinha eu 16 anos, uma colega gozou comigo por causa das minhas ancas, e se antes eu nunca me tinha questionado sobre o meu peso naquele dia tudo mudou, afinal tinha sido gozada pela miúda gira da turma e isso de uma forma que não vos consigo explicar mexeu muito cá dentro. Comecei a vomitar às escondidas da minha mãe, comia muito, vomitava a seguir o peso ia baixando mas não da forma que eu queria então decidi cortar com hidratos, passei a comer muito pouco e a vomitar este pouco, desenvolvendo assim um grave distúrbio alimentar. Fui internada, fui acompanhada por médicos e aos poucos fui ganhando peso novamente de forma sustentável e retomei a minha vida, no entanto a minha relação com o meu corpo nunca foi pacífica. 

Comecei a frequentar ginásios com 22 anos, mas era a típica utilização sazonal de quem se queria preparar para o verão em Abril, sendo que os restantes meses punha lá os pés umas 2 vezes por semana e sempre sem grande atenção à alimentação, cortava nos hidratos, comia umas frutas e estava tudo ok. 

Entretanto em 2012 inscrevi-me no Virgin Oeiras, fiz uma avaliação que nem sequer me lembro do resultado, fizeram-me um plano de treino de musculação que eu ignorei por completo e saltei a 100% para as aulas de grupo. Passado uns tempos comecei a treinar de manhã antes do trabalho e ai muito contrariada comecei a fazer exercícios de musculação.

Por lá andei esse ano até que em Setembro de 2013 decidi fazer uma avaliação pois desde que tinha entrado não tinha voltado a fazer e apanhei um grande susto, susto esse que na altura partilhei aqui no blogue.

Basicamente apesar de fazer exercício e até ter um bom peso, estava com 55.6kg, tinha 29% de massa gorda e 35% de massa magra, ou seja eu era uma falsa magra. Fiquei muito triste porque claramente não me revia naquele número, até que tirei umas fotos em casa e percebi que afinal não estava tão bem quanto achava que estava. Pedi um novo plano de treino, que foi muito focado em cardio primeiro para poder baixar gordura e depois musculação porque claramente eu tinha muito pouco músculo e isso fazia com que o meu metabolismo fosse ainda mais lento. Aliado a isso procurei ajuda nutricional (também escrevi isso aqui) e comecei a ser acompanhada pela Dra Catarina, que me mostrou que o segredo para um corpo feliz e saudável é o equilíbrio e juntas aliando uma prática de exercício regular e consciente consegui baixar em poucos meses bastante da minha massa gorda.

Aprendi a comer, passei a fazer muito mais refeições e comecei a conhecer alimentos que nunca tinha ouvido falar, para além disso ganhei também o hábito com a Catarina, que mantenho até hoje de tirar fotografias e medidas, para avaliar o meu progresso. A verdade é que apesar de hoje em dia já não ser acompanhada pela Catarina, estive com ela até setembro do ano passado e sem dúvida não poderia ter ficado mais feliz. 

Depois de achar que estava a estagnar, no início de 2014, comecei a ser acompanhada por uma PT, que esteve comigo durante alguns meses, que me ajudou a ter metodologia de treino e me deu boas bases para executar os exercícios correctamente. Depois ela saiu do ginásio em Outubro de 2014 e passou-me para a pessoa que me acompanha até hoje e foi ai que novamente o meu corpo teve um novo clique, voltando a baixar massa gorda, a aumentar massa muscular e a conseguir superar-me de uma forma que nunca pensei, dei verdadeiramente um grande salto a nível físico. Lembro-me de dizer à minha antiga PT que nunca haveria de treinar mais de 4 dias por semana porque não tinha pachorra, hoje em dia treino 6 com um sorriso na cara, muito graças ao excelente profissional que me acompanha desde essa altura, mas sobre ele falarei mais tarde.

Passaram-se 3 anos, desde que dei início a este processo consciente de mudança física e psicológica e muita coisa mudou em mim. São vários os pontos que destaco neste trajecto que teve muitos altos e baixos, muitas conquistas e muitos desânimos e que me permitiu acima de tudo mudar a forma como lido com o meu corpo, mas isso deixarei para outro post. No entanto talvez o que destaco mais tenha sido o facto de ter percebido que a consistência e a paciência são o segredo para obter resultados,

Para já deixo-vos apenas com uma coisa que aprendi ao longo deste tempo: Corpos de Verão constroem-se o ano todo, por isso invistam em vocês com cabeça e mais cedo ou mais tarde vão colher os vossos frutos.

Sigam-me no snapchat: va.duarte e no instagram: lolly.taste para acompanharem mais de perto a minha rotina de treinos e alimentação :)

4 comentários :

  1. ♥ obrigada pelo post Vânia, estava a precisar de alguma inspiração divina, nem que viesse de Marte :) (também já treinei 5 dias por semana mas descambei e agora estou a fazer um esforço descomunal para ganhar coragem e voltar a treinar com mais regularidade). Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. querida Lulu fico contente por te ter motivado. Desmotivação acontece sempre, até eu que treino 6 vezes por semana a tenho, não podemos é deixar que ela se apodere de nós, traça objectivos reais e luta por eles, vais ver que mais cedo ou mais tarde consegues chegar lá :) beijinhos

      Eliminar
  2. Gostei muito de ler isto Vânia. Já estou a seguir no insta :) é a partir de lá que ganho parte da minha motivação fit :) eu sempre fui magra (não tipo escleto, só magra) e até aos 20 anos pra'i comia pouco porque sim, porque não tinha apetite. Sempre fiz desporto, na faculdade entrei para o ginásio, e há 3 anos iniciei a musculaçºao e amo de paixão :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. muito obrigada pelo teu carinho e bem vinda :) a verdade é que quando encontramos uma modalidade que nos completa passamos a fazer exercício com muito mais amor :) bons treinos minha querida.

      Eliminar