Fui ao Kickboxing e gostei

imagem via we heart it

Quem me seguia aqui pelo blogue sabe que já há alguns anos eu mantinha uma actividade física regular e uma alimentação bastante equilibrada e a verdade é que se o blogue esteve parado durante 2015, a minha relação com o exercício esteve mais activa do que nunca, a minha alimentação tornou-se ainda mais equilibrada e o meu gosto por este tema cresceu a cada dia.

Descobri no crossfit a modalidade perfeita para me inspirar e me motivar, mesmo nos dias como hoje em que acordei às 06.15 da manhã e marcavam 3 graus no relógio. Continuei apaixonada pela aula de cycling (a única aula que pratico), morri muitas vezes nas mãos do meu PT mas logo de seguida agradeci por o ter na minha vida, dei uma oportunidade à corrida no final de 2015 e participei na São Silvestre, apesar de me ter lesionado no joelho e ainda estar a fazer tratamento para recuperar, enfim foi um ano muito activo.



Entretanto há uns tempos em conversa com dois amigos que já praticam Kickboxing há algum tempo, comecei a ficar com curiosidade de experimentar, porque se há coisa que eu adoro é a diversidade de treinos e o poder sair da minha zona de conforto. Comecei à procura aqui pela zona de Oeiras e Cascais e depois de muita pesquisa encontrei o ginásio Mr. Big em Carcavelos, o local perfeito para mim pois fica perto de casa e do trabalho e com os melhores horários, contactei a KO Team, a equipa responsável pelo Kickboxing neste espaço e lá marquei uma aula experimental.

Fui no sábado de manhã e só vos posso dizer que foi uma verdadeira loucura. Uma aula de 1h30, onde a componente cardio é muito forte ocupando metade da aula, e a outra metade foi treino no saco e com o professor. Adorei tudo, a dinâmica da aula, a intensidade do treino e o poder descarregar energia à vontade numa manhã cinzenta e chuvosa de sábado que puxava mais pelo conforto da cama, mas que eu decidi contrariar. 

Gostei tanto da experiência que me inscrevi, e agora segundas, quartas e sextas ao final do dia lá vou eu dedicar-me a este desafio fresquinho, que veio trazer um ânimo ainda maior à minha rotina de treino. Como é óbvio sou muito rookie ainda, com muitos problemas de cordenação e a força também não abunda nos meus braços, mas como ninguém nasce ensinado e eu não tenho problemas em fazer "figurinhas" vamos lá abraçar esta nova experiência e tornar-me uma rocky balboa da linha.


1 comentário :