6 desejos para 2017



E se na quarta foi dia de fazer um balanço deste ano hoje chega a minha lista com alguns desejos para 2017. Apesar de cliché acho que faz parte encarar o início do ano como uma boa forma de tentar fazer reset de certas coisas, deixar para trás coisas mais negativas e tentar acreditar que podemos fazer melhor e diferente. 

Uma vez que 2016 não foi na sua totalidade um ano muito feliz para mim, confesso-vos que estou super confiante de abraçar o novo ano com um sorriso gigante e com vontade que este seja mais feliz, portanto aqui vai a minha lista de desejos para 2017.

O meu balanço de 2016


Hoje é o meu último dia de trabalho deste ano e por isso decidi fazer um balanço, mas a verdade é que nem sei bem como classificar este 2016 que foi a meu ver um ano extremamente estranho para mim e muito conturbado. 

Morreu muita gente conhecida este ano, houveram demasiados atentados que despoletaram ainda mais o medo de andar no meio de multidões e vemos centenas de pessoas a morrer todos os dias em Aleppo numa guerra que não é deles. O que sinto neste 2016 é que o mundo está efectivamente mais triste e um lugar muito estranho para viver e apesar de procurar manter-me activa na defesa de causas em que acredito cada vez mais percebo que a maioria das pessoas está completamente embriagada no seu próprio ego. 

O meu 2016 foi como disse um ano muito estranho, não vou dizer que foi o pior ano da minha vida porque afinal de contas tenho trabalho, tenho uma casa, tenho saúde e uma família muito feliz mas posso dizer que foi um dos anos mais difíceis e duros que já tive.

#porum2017SemNoias




Este foi um ano com muitos altos e baixos a nível alimentar, foi um ano acima de tudo onde assumi muitas fragilidades e dei voz a medos e inseguranças que me assolam às vezes mas que me trouxeram também muitas pessoas a partilharem as suas próprias histórias comigo e a agradecerem-me por ter decidido falar sobre compulsão alimentar, ataques de pânico ou bulimia

Foi um ano que começou com muita punição, com muito exercício, com um plano alimentar extremamente rígido que me levou a um corpo excelente mas a um completo desequilíbrio psicológico, foi um ano onde dei 100 passos para trás depois de ter começado a reeducação alimentar em 2013 mas que também me mostrou que é possível voltar ao caminho correcto. 

O meu milagre de Natal é uma bonita história de amor


Milagres de Natal é sobre eles que falo hoje aqui no blogue porque por mais incrédulos que estejamos com o mundo de vez em quando há coisas que acontecem e nos provam que vale mesmo a pena continuar a acreditar seja no que for. 

Foi em Agosto deste ano que perdi um dos seres mais preciosos da minha vida, perdi um amigo, perdi um companheiro e perdi acima de tudo um membro da família de uma forma muito cruel e injusta, a dor que tomou conta do meu corpo e da minha mente nos meses seguintes é completamente indescritível.

Não te foques numa percentagem

Dezembro 2016 @vaniafromlollytaste 

Há uns tempos atrás quase numa onda de começar a fazer um balanço deste ano que está quase a terminar dei por mim a pensar que grande parte da minha vida fui completamente obcecada por números e senti-me bastante triste por causa disto. 

Até 2013 a minha fixação era com o peso, tinha porque tinha de pesar 51 ou 52 quilos no máximo e quando passava desse valor começava a dar-me um fanico, depois quando fiz aquela fatídica avaliação em Setembro de 2013 que acusou 29% de massa gorda o foco mudou para outros números e tornei-me obcecada com a minha percentagem de massa gorda e massa magra. 

Koh Tao



Este post estava prometido já há muito tempo mais concretamente desde que vos falei aqui sobre a maravilhosa ilha de Koh Samui, mas a verdade é que relembrar Koh Tao é para mim uma sensação agridoce pois a saudade e o fascínio por aquele lugar são gigantes.

Das 3 ilhas que já conheço na Tailândia - Koh Ngai em 2014, Koh Samui e Koh Tao em Julho deste ano, sem dúvida que esta última foi a que mais me marcou pela sua incrível beleza.

É uma ilha pequena, com um acesso dificultado por estar cheia de subidas e descidas em estradas de terra, mas a sua beleza natural faz-nos sentir no meio de um filme do indiana Jones e foi claramente a ilha onde estive com a água mais transparente de sempre.

Ficaram curiosos? Venham então dai comigo.

Healthy Christmas List #2

Imagem via pinterest

Como vão essas compras de Natal? Já despacharam tudo ou ainda nem começaram? É incrível como o tempo passa e hoje estamos oficialmente a 15 dias do dia de Natal. 

Eu despachei a maioria dos meus presentes a meio de Novembro e deixei outros tantos para a black friday onde aproveitei bons descontos, mas como sei que existem muitas pessoas que gostam de levar à letra o ser um típico português e deixar tudo para a última trago-vos várias sugestões.

E se na primeira lista vos sugeri produtos mais relacionados com a alimentação, desta vez trago-vos uma mão cheia de opções para os desportistas lá de casa que vão de certeza agradar a quem pratica exercício e quem sabe não acabam por inspirar aquele familiar mais sedentário a mudar o seu estilo de vida no próximo ano.

Chega de poções mágicas


Estamos numa época perigosa, mais comida, mais doces, mais tentações, muitos jantares e eu sei bem o que isto tudo nos faz à cabeça, especialmente no pós. Acredita que sei profundamente o que é sentirmo-nos inchadas, cheias de prisão de ventre ou excesso de gases - lamento não é glamoroso mas é verdade - por todas os excessos que cometemos nas férias ou nestas épocas festivas e depois de muito nos auto flagelarmos sabemos que temos de agir antes que aquelas perigosas calorias se alojem para sempre nas ancas e no rabo.

Sim, sim sei muito bem o que é isto e sei bem o que é começar a olhar para todos os produtos de tão fácil acesso e começar a pensar duas vezes naquele drenante que até é tão fácil de beber, ou num cházinho milagroso para queimar gordurinhas.

Super Humanos #1 - Filipa Laginha, Presidente da UPPA


Para dar o pontapé de partida ninguém melhor do que uma pessoa que admiro profundamente, pela coragem e pelo verdadeiro amor que nutre pelos animais. É sem dúvida uma Super Humana e por isso é com ela que inauguramos com muito orgulho este projecto. 

Saibam mais sobre a Filipa e a UPPA abaixo: 

Projecto Super Humanos - Introdução

imagem via flickr

Nasce hoje um dos projectos mais bonitos que já tive por aqui, nasce hoje o fruto de uma ideia simples que me surgiu num qualquer momento e que me pareceu fazer todo o sentido para este espaço. E nasce hoje, porque hoje é o dia internacional do voluntariado e é exactamente sobre isso que este projecto se trata. 

Vocês sabem que sou uma orgulhosa voluntária da UPPA há 3 anos, sabem que visto a camisola pela causa animal e procuro dar o melhor de mim pelo que acredito, mas também sabem que defendo muitas outras causas, nomeadamente o projecto Amélia que me tocou há uns meses de uma forma especial. 

Healthy Christmas List #1

Imagem via pinterest

Dá para acreditar que estamos no final de Novembro? Não que eu fique chateada porque eu adoro Dezembro e quem me conhece sabe que eu vivo muito esta época de Natal, são as ruas e lojas decoradas, as luzes, as cores sempre gostei desta altura e com o passar do ano gosto cada vez mais. 

Mas é inevitável falar de Natal sem falar de presentes, eu já despachei os meus a meio de Novembro, entre uma ida ao centro comercial no final do dia de trabalho e o online dou por encerrada as minhas compras de Natal, sem stress e com compras muito bem ponderadas. Mas sei que para muita gente as próximas semanas vão ser de ida às compras (desejo-vos sorte) e eu decidi trazer-vos sugestões de presentes com uma vertente mais saudável, porque se é sobre saúde que se fala muitas vezes por aqui nada faz mais sentido do que vos trazer ideias giras e saudáveis para oferecerem a quem mais gostam. 

Esta fome emocional


Comer....porque comes tu? 
Porque tens fome ou será porque tens outra coisa qualquer e não sabes bem o que lhe chamar? 
Se não é fome é o quê? Se é fome, é fome de quê? E porque é que esta fome continua a persistir mesmo depois de almoçares ou lanchares? E porque é que esta fome só te faz desejar bolachas, doces, bolos e não fruta? 

Acreditem estas questões sempre foram das que mais invadiram o meu pensamento depois de me render a uma qualquer compulsão, sempre me questionei porque raio me deixava eu levar por desculpas, fossem elas de estar com a menstruação ou de simplesmente o dia não me ter corrido bem, qualquer coisa servia para que esta fome emocional tomasse conta de mim.

7 Pequenos Almoços para uma semana saudável



Quem me segue pelo Instagram @vaniafromlollytaste, já reparou que os pequenos almoços são das coisas que mais partilho por lá, não só porque é capaz de ser a minha refeição favorita de todo o dia (acho que a culpa é quase sempre de acordar esganada de fome), como dá-me imenso prazer preparar tudo com cuidado e procurar novas receitas e produtos para ir experimentando. 

Há uns tempos uma amiga minha enviou-me uma mensagem por whats app a pedir-me ideias para o pequeno-almoço, porque estava cansada de comer panquecas todos os dias e não queria comer pão e foi depois de lhe dar algumas sugestões que surgiu a ideia deste post. Vou ser-vos sincera eu não sou anti pão de manhã muito pelo contrário, acho que há opções bem saudáveis que se podem escolher e a verdade é que um bom pão com queijo sabe-me pela vida, e só não como mais vezes porque estando de momento a viver sozinha o pão acaba por se estragar, mas quando o namorado/marido vem a Portugal costumo comprar. 

Mas para ajudar não só a amiga mas também vos dar algumas ideias de como podem começar os vossos dias, deixo-vos 7 sugestões para uma semana inteira pequenos-almoços saudáveis, fáceis de fazer e muito saborosos, a partir daqui o céu é o limite e podem sempre ir fazendo com outros ingredientes :)

Vencedor Passatempo Pack Saudável Lolly Taste & Happiness in the Box


Estou orgulhosa deste passatempo, ora se estou. Primeiro porque o fiz em parceria com alguém de quem gosto muito, depois porque me deu gosto ver a quantidade de pessoas que participaram, foi um sucesso e acima de tudo é bom perceber que há cada vez mais gente interessada nesta temática de comer bem e viver melhor. 

Foram 241 participações válidas e a grande vencedora foi a entrada número 22 Drina Costa, muitos parabéns a ti, vais receber um email brevemente. 

A quem participou e não ganhou o meu obrigada por terem feito deste passatempo um grande sucesso e não desanimem, porque quem sabe eu e a Joana não nos voltemos a juntar um dia destes para vos oferecer mais coisas deliciosas :)

#ésinaldeviolência

campanha Apav #ésinaldeviolencia no Instagram

Vou contar-vos uma história, não é dramática, não aconteceram tragédias, mas quem sabe o que poderia ter acontecido se não tivesse havido um fim com final mais ou menos feliz. 

Tinha eu 19 anos e muito pouca experiência com rapazes quando conheci um por quem me apaixonei, ele tinha 24. Eu era muito insegura, nessa altura ainda tinha excesso de peso e sempre me achei desinteressante, por isso ter um rapaz que me pudesse achar bonita deixou-me completamente sem armas e em pouco tempo começámos a namorar. Ele era simpático, amável, preocupava-se muito comigo e ao final de um mês saiu-lhe um "Amo-te", juntamente com duas alianças de ouro e um "quero que sejas minha para sempre".

Mercearia do Prato


Confesso que apesar de visitar regularmente espaços novos, não é muito comum partilhar por aqui essas minhas passagens, pois para além de haverem blogues que o fazem muito melhor do que eu, confesso que não tenho muita paciência para andar de máquina na mão a tirar fotografias a todos os locais que visito. 

Mas não foi o que aconteceu com este espaço que descobri no início de Novembro quando estive de férias, e que me chamou de tal forma a atenção que tive de tirar umas quantas fotos para partilhar com vocês. A verdade é que hoje em dia há todo um hype de novos restaurantes e outros espaços a abrir em Lisboa e apesar de gostar disto, acho que muitas pessoas se esquecem que os nos arredores também se encontram locais de babar e a preços muito mais convidativos, porque sejamos sinceros, a maioria dos novos espaços da moda em Lisboa são pensados para o bolso do turista e não para o nosso. 

5 coisas que aprendi ao perder peso




Sim desde aquela miúda gordinha com muito pouca auto-estima, até à mulher que há 3 anos decidiu fazer reeducação alimentar e que apesar de ter aprendido muita coisa, não deixou de descarrilar este ano e conseguiu admitir que estava com problemas em conseguir controlar as compulsões, vai um mundo de distância, mas entre muitos altos e baixos nesta caminhada há coisas que efectivamente eu tenho aprendido com tudo isto.

E são essas coisas que eu acho que valem mesmo a pena partilhar, mesmo que não sejam fáceis de ler e que nos mostrem que este tipo de caminhada nunca é linear, sinto-me verdadeiramente grata por tudo o que tenho aprendido, e se há uns meses eu odiei-me por ter falhado neste projecto de me amar e procurar o melhor para mim tendo tomado decisões idiotas, hoje em dia estou numa fase tão boa comigo própria que consigo olhar para trás e perceber que foram aquelas quedas que me tornaram muito mais forte hoje em dia, capaz de sentir orgulho nesta barriga mesmo que não seja lisa e definida e acima de tudo capaz de me olhar ao espelho e sorrir. 

Posto isto cá vamos nós:

Bulímia e a solidão


Confesso-vos, nunca pensei receber o carinho que recebi depois de ter escrito sobre a minha Bulimia aqui. Foram vários os emails de mulheres que passaram pelo mesmo e de meninas que estão numa situação semelhante neste momento, e se na altura escrever aquele post criou-me muitas dúvidas, hoje agradeço profundamente tê-lo feito, por mim, pela leitora que me inspirou a fazê-lo e por todas que decidiram falar comigo depois. 

Eu disse-vos que tinha muito mais para vos falar sobre este período da minha vida e hoje falo-vos sobre a solidão que um distúrbio alimentar nos traz. 

Creme de iogurte com granola




Sextas feiras trazem-me sempre inspiração extra, é provavelmente o dia onde mais me perco no Pinterest (sigam-me aqui) em busca de novas ideias seja já a pensar no Natal e nas mil formas de deixar a casa totalmente no espírito, seja de receitas que fico a babar e guardo para vir a fazer mais tarde. 

A verdade é que as sextas deixam-nos sempre motivados, são aquele pré-descanso que tanto ansiamos e são para mim o dia predilecto para pensar nos pequenos almoços mais demorados do fim-de-semana, aqueles que comemos calmamente, em que saboreamos verdadeiramente a comida, sem a pressa de ter de estar em tal lugar numa determinada hora.

E porque hoje é sexta trago-vos um pequeno-almoço simplesmente delicioso e muito fácil de fazer, chamei-lhe creme de iogurte mas podia ter-lhe chamado delícia de frutas ou creme dos deuses, porque é efectivamente maravilhoso e saiu directamente da minha cabeça para dar uma solução à banana que tinha em casa já num estado demasiado maduro para a conseguir comer, mas sem estar estragada ao ponto de ir para o lixo.

Passatempo Pack Saudável - Lolly Taste & Happiness in the box





Há já bastante tempo que não fazia um passatempo por aqui, mas a Ju convidou-me um destes dias para fazermos um passatempo em conjunto e eu aceitei. 

Gosto da Ju, gosto da alegria que transmite, tem sempre um sorriso gigante e fala pelos cotovelos como eu. Temos gostos parecidos, concordamos numas coisas, discordamos de outras mas o que importa é que a  Ju está sempre de bem com a vida e acima de tudo é muito boa pessoa.

Temos as duas um grande interesse por uma vida mais saudável e activa, não comemos carne, fazemos crossfit e adoramos descobrir novos produtos que tornem a nossa alimentação ainda mais interessante e variada e é exactamente por isto que vos trazemos um passatempo cheio de saúde. 

São 8 produtos absolutamente maravilhosos e que vão tornar os vossos dias mais deliciosos. Os Clipper tea são chás orgânicos, feitos com ingredientes de agricultura biológica e com uma grande preocupação ambiental. As saquetas são de algodão, não usam produtos químicos e a embalagem é produzida com papel reciclado, para vos convencer ainda mais garanto-vos que são muito saborosos. 

As Kookie Cat são o novo vício de muita gente. Estas bolachas vegan, não têm glúten, são livres de óleo de palma e não têm açúcares adicionados. Todas as pessoas que as provam ficam completamente rendidas, eu já não vivo sem elas.

Por fim um chocolate de avelãs vegan, feito com leite de arroz e avelãs claro está. É doce e muito delicioso, tão delicioso que tem de ser comido devagar para não haverem remorsos depois ok?

Para se habilitarem a ganhar este cabaz saudável só têm de:


Seguir o Lolly Taste no Facebook aqui
Seguir o Happiness in the box aqui
Para uma entrada extra partilhar de forma pública este passatempo e preencher o formulário abaixo.

O passatempo é Nacional (Portugal Continental e Ilhas) e termina às 23.59 de dia 23 de Novembro. O vencedor será escolhido via random.org e anunciado em ambos os blogues e no Facebook. Só é válida uma participação por pessoa. Boa sorte!

7 Dicas para sobreviver aos jantares de Natal

imagem via pinterest

Vocês não acham estranho estar a falar de Natal, ver as ruas decoradas, as lojas já cheias de inspiração natalícia quando parece que ainda há pouco tempo estávamos a entrar em 2016? Não me interpretem mal sobre gostar desta época porque eu sou a louca do Natal, mas caramba este ano está a andar a uma velocidade gigantesca e se por um lado estou super entusiasmada por montar a árvore de Natal e já totalmente no espírito, por outro fico com a impressão que nem dei pelo ano passar.

Mas vamos ao que interessa, já se respira Natal e todos sabemos que esta época para além de presentes traz também os famosos jantares de Natal. E se acham que estou a falar sobre este assunto cedo de mais posso dizer-vos que eu já tenho 3 marcados e mais se vão seguir.

Os jantares de Natal são porreiros para juntar amigos, para aproximar as pessoas de uma empresa (às vezes até de mais), mas são também perfeitos para arruinar todo o nosso plano alimentar. Todos sabemos de antemão que esta época é a rainha dos excessos, muitos doces, muitas tentações e é fácil escorregarmos à grande nestes eventos, o que na maioria das vezes se traduz num perdido por 100 perdido por mil e faz com que todo o mês de Dezembro seja de loucura alimentar e Janeiro de punição.

E é para evitar comportamentos de punição e de compulsão que vos trago sete dicas bastante práticas que vos vão permitir saborear toda a época que se aproxima sem culpas e com toda a alegria. 

A Bulimia


Este é talvez dos posts mais difíceis que já escrevi e provavelmente aquele que mais mexeu comigo interiormente, por ter de me recordar de uma fase da minha vida onde fui verdadeiramente infeliz, onde me senti perdida e acima de tudo muito doente. 

Mas resolvi fazê-lo, impulsionada por um email que recebi a semana passada que me deixou lavada em lágrimas, de uma leitora que me escreveu para me contar que estava a sofrer deste distúrbio alimentar há 3 meses e sentia que o facto de ninguém parecer reparar nisso, lhe dava ainda mais força para continuar com este comportamento, e que ler os meus testemunhos, aquilo que eu já tinha superado acabou por lhe dar coragem para falar com a família e pedir ajuda.

Ler este email deixou-me sem chão, exactamente porque quando eu sofri com bulimia senti exactamente o mesmo, e acima de tudo porque estando nós a viver uma época de verdadeiras aparências onde todos partilham a sua vida saudável e ninguém fala das suas falhas, é importante mostrar que estes problemas são reais e continuam a existir.

Waffles de Tapioca


Não vou negar que o pequeno-almoço é provavelmente a minha refeição favorita e a que me dá mais gozo preparar. Vocês sabem que eu não sou muito apaixonada pela nobre arte de cozinhar, adoro comer sim, mas cozinhar é uma coisa que me aborrece, tirando claro em dois momentos: sobremesas e pequeno-almoço. 

Desde panquecas, a muffins, overnight oats ou papas de aveia, não há um dia em que eu não acorde com vontade de me perder no pequeno-almoço, dá-me mesmo muito prazer preparar esta refeição e comê-la com tranquilidade, enquanto me perco em contas de Instagram (sigam-me em @vaniafromlollytaste) para me inspirar em outros pequenos-almoços maravilhosos e foi num desses momentos que encontrei os waffles, que não são uma novidade para ninguém mas que eu nunca pensei que os poderia enquadrar no pequeno-almoço.

5 Dicas para manter a motivação no Inverno

Novembro de 2016 @vaniafromlollytaste

Ontem partilhei com vocês aquela que provavelmente é uma das maiores razões para eu me manter motivada nos treinos: a minha barriga, mas como é óbvio eu sou de carne e osso e se no Verão uma pessoa acorda cheia de vontade de aproveitar a manhã cheia de sol para treinar, no Inverno o caso muda de figura e a preguiça toca a todos, inclusive a mim.

No entanto quem me segue por aqui há mais tempo sabe bem que eu treino durante todo o ano e que apesar de às vezes também acabar por ceder às perigosas tentações da cama, o normal é não falhar treinos mesmo quando lá fora estão graus negativos, aconteceu-me no início deste ano, acordar às 06h20 e estarem 2 graus negativos, mas mantive-me forte e fui. E ainda a semana passada fiz um treino à chuva de manhã com os Outsiders Gym. 

Sabiam que durante o Inverno, os ginásios registam uma perda de clientes na ordem dos 30%? E que depois vão regressando a partir de Março? Para não fazerem parte desta estatística, resolvi deixar-vos uma lista com 5 coisas que considero fundamentais para se manterem activos nas alturas mais frias do ano. 

Motivação qual é a minha?

Esta é uma das perguntas que os meus amigos mais próximos me fazem, especialmente quando chega a esta altura do ano em que fica frio, chove e eu acordo duas horas mais cedo do que é suposto para ir treinar em vez de ficar na cama a dormir. Eu lá vou enumerando uma série de coisas que me motivam, mas um dia destes dei por mim a pensar mesmo neste assunto e cheguei a uma conclusão que vou partilhar convosco.

Memórias de uma ex-gorda



Há uns tempos atrás falava com uma grande amiga minha, aquela que é a minha amiga mais antiga e ela disse-me que não se lembrava de mim gorda e que para ela eu sempre fui assim. Achei aquela visão bem romântica e apeteceu-me apertar-lhe as bochechas por ter sido fofinha, e mesmo depois lhe ter mostrado algumas fotos minhas para lhe reavivar a memória ela disse: "Caramba estavas mesmo mais gorda mas eu não me lembro nada de ti assim".

Sejamos sinceros, eu nunca fui a típica gorda desde sempre. Em miúda eu era mesmo muito magra, um pau com pernas e braços por assim dizer, que sempre comeu mal e sempre foi muito desengonçada, por causa disso chamavam-me muitas vezes Olívia Palito. Entretanto comecei a crescer, e com a chegada do lindo momento chamado menstruação, veio uma praga de borbulhas que se instalaram na minha testa e a minha alcunha passou a ser cratera e foi exactamente aqui que eu comecei a engordar.

5 receitas vegetarianas para o vosso jantar de Halloween


Sim, o blogue continua totalmente em modo Halloween e se de manhã vos deixei uma playlist bem "spooky", agora trago-vos 5 receitas para quem sabe ganharem inspiração para o jantar de logo à noite. 

Podem até não festejar o Halloween em grande, mas sendo amanhã feriado é sempre uma boa desculpa para juntar amigos em casa e fazer um longo jantar que se estende pela noite dentro, ora então porque não aproveitar a temática deste dia e não fazer uma coisa diferente com os vossos amigos? Tenho a certeza que não só se vão divertir a fazer alguns destes pratos, como a comê-los e o melhor disto tudo é que todas as receitas são vegetarianas. 

Gostaram da ideia? Vejam abaixo as receitas que vos sugiro. 

13 Creepy Songs para o teu Halloween


Querem saber uma coisa? Outubro simplesmente voou caramba.

Sim eu sei que é comum estarmo-nos sempre a queixar que o tempo anda rápido e a verdade é que depois de uma pessoa começar a trabalhar parece que esta coisa do tempo ainda se torna mais flagrante, mas caramba se este mês de Outubro não entrou com uma perna e saiu com a outra em jeito de salto em comprimento. 

E cá estamos, final do mês dia 31 de Outubro com a sua tão conhecida noite de Halloween. 

Eu nunca fui assim uma apaixonada por esta data, não tem muito a ver com ser uma tradição importada, porque se formos a ver o Carnaval com os desfiles de samba ou o dia dos namorados também são, mas de facto apesar de adorar filmes de terror nunca foi uma data que me chamasse a atenção, talvez porque quando era miúda não se falava do Halloween nem se via a oferta de máscaras e decorações que se vê nos dias de hoje.

5 Grupos de Treino Outdoor para ficares em forma



Diz-me lá a verdade, quantas vezes já não deste por ti no ginásio a pensares"mas o que é que eu estou aqui a fazer?". Quantas vezes não dás por ti a seguir uma série de contas fitness, em que elas treinam com um sorriso na cara, terminam com vontade de mais e tu só desejavas ter metade daquele gosto pelo ginásio e ficas desmotivada só de imaginar teres de ir para a sala de musculação. 

Vocês sabem que eu estive nos últimos 4 anos num ginásio e que sempre fui muito regular, adorava o ginásio onde andava e apaixonei-me efectivamente pelo treino, por tanto para mim fosse Inverno ou Verão a paixão pelo treino era a mesma. Mas este ano, com todas as fases menos boas que tive relativamente à alimentação, o meu desinteresse pelo ginásio e por aquele tipo de treino cresceu muito, mas como para mim fazer exercício é fundamental para manter a cabeça no lugar, comecei a procurar novas opções e foi sem dúvida a melhor coisa que fiz.

Eu sei que andar no ginásio está meio na moda, e sem dúvida que os benefícios da musculação são mais do que muitos, como sabem eu continuo a defender a musculação, pois foi graças a ela que não só ganhei força e conhecimento do meu corpo, como me deu uma grande bagagem para o crossfit, no entanto ninguém é igual e ninguém tem de gostar das mesmas coisas, e se hoje em dia há tantas opções fora ginásio, porque não encontrares uma coisa que te motive mesmo e começares agora?

Por isso hoje trago-vos 5 grupos de treino Outdoor, e se estão para ai a pensar que agora está Inverno e não dá jeito nenhum treinar na rua, garanto-vos que com o devido agasalho a meio do treino nem vão sentir diferença nenhuma se estão indoor e Outdoor e a verdade é que andarem num ginásio não vos impede de ter este tipo de desculpas, portanto venham conhecer as minhas sugestões e quem sabe não se inspiram.

#PerguntaeuRespondo 1


Se há coisa que eu gosto de receber são mails e comentários de quem me segue por aqui ou pelo Instagram @vaniafromlollytaste, gosto da troca de ideias, gosto de saber que há pessoas que se identificam com os mesmos problemas que eu e que acabam por perceber que não são as únicas no mundo a passar por problema x ou y. 

Lembro-me especialmente quando escrevi este post sobre os meus ataques de pânico, de ter recebido bastantes mensagens e emails de pessoas a agradecerem-me por tê-lo feito, porque também passavam pelo mesmo e ou tinham vergonha de o admitir por se sentirem incompreendidas ou achavam que eram aves raras.

É bom sentir o vosso feedback, dá-me ainda mais força para continuar a escrever por aqui e por isso decidi fazer um post, com um resumo de algumas perguntas que me foram fazendo nos últimos tempos e como algumas foram feitas várias vezes, achei interessante partilhar por aqui. 
Ora então cá vai. 

#eucorroeuposso (mas não quero)



Eu não corro nem gosto, a única vez que me meti num treino para corrida magoei-me à séria no meu joelho vai fazer agora 1 ano, o que fez com que ficasse impedida de fazer mais de 5 km de movimentos repetidos, o que por sua vez fez com que não possa mais participar nas únicas corridas que realmente gosto as de obstáculos. 

Mas vamos ao que interessa, a hastag #eucorroeuposso é das mais utilizadas por essa internet fora por muita gente para identificar quando alguém come alguma coisa mais calórica e fora da sua rotina habitual.

O Autocontrolo



Este fim-de-semana tive um casamento e só Deus sabe, o quanto os casamentos são exímios na arte de conseguir arruinar toda a nossa alimentação perfeitinha durante a semana, e atenção não é porque não existam opções saudáveis meus senhores porque todos nós sabemos que as há, as saladinhas, as frutas, as opções de peixe, as águas, mas o nosso cérebro quando está num casamento entra em modo  "o mundo vai acabar, tenho de arranjar mantimentos até 2030" e tornamo-nos verdadeiras debulhadoras humanas.

5 Instagrams de Gatos Portugueses que precisam mesmo seguir


Gatos são os reis da internet não há como negar. É engraçado perceber que se há uns anos eram considerados falsos, independentes e preteridos para os cães, nos últimos tempos ganharam uma larga vantagem e são neste momento dos conteúdos mais vistos de sempre.

Vocês sabem que eu sou apaixonada por animais, amo cães de paixão ou não fosse eu uma orgulhosa voluntária na UPPA, mas caramba os gatos exercem sobre mim um grande fascínio e eu tive o maravilhoso privilégio de conviver com um dos seres mais bonitos que já conheci e que infelizmente por circunstâncias muito tristes faleceu bastante jovem fez ontem 2 meses. 

E é por ser completamente viciada em ver simples vídeos de gatos a atirarem coisas ao chão ou a tentarem enfiar-se em caixas mais pequenas que eles, que hoje vos trago uma sugestão de 5 contas de Instagram que precisam de seguir. Porque para além dos vídeos, dos gifs e dos memes, os gatos também já tomaram conta do Instagram e estão por todo o lado. 

Eu sigo dezenas de contas e as que vos trago hoje para além de serem deliciosas são nacionais, por isso vão lá dar uma espreitadela e largar um sorriso nesta sexta-feira. 

Vamos até Koh Samui



A minha segunda viagem à Tailândia já foi em Julho e apesar de já lá ter estado duas vezes garanto-vos que regressava novamente sem pensar duas vezes. 

Sim eu sei que há todo um mundo para explorar e quero conhecer muito mais ou não fosse eu verdadeiramente viciada em viajar, mas já disse mil vezes por aqui que a Ásia, deixa-me sempre com o coração a palpitar de cada vez que penso no que já vi e no tanto que ainda existe para ver. E é por eu adorar verdadeiramente falar daquele lado do mundo que decidi falar-vos então por onde andámos desta vez. 

Ao contrário de 2014 que estivemos por aquelas bandas praticamente 20 dias e ainda conseguimos dar um pulo ao Camboja, desta vez tínhamos menos de duas semanas para aproveitar por isso decidimos que íamos deixar as cidades de lado (queremos tanto conhecer Chiang Mai e Chiang Rai) e dedicar-nos somente a praia, águas muito quentes e muitas massagens ao preço da chuva.

Na primeira viagem fomos até Koh Ngai no sul, uma ilha tão perdida na Tailândia que nem os próprios tailandeses a conhecem ou seja o verdadeiro paraíso perdido na terra. Desta vez decidimos que iríamos explorar o Norte e como fomos em Julho época das monções decidimos ir para Koh Samui e Koh Tao, pois sabíamos que nessa altura as monções afectavam o lado oposto, ou seja as famosas Phi Phi e Phuket.

Não adies mais



Vamos falar abertamente, diz-me se reconheces isto: "Desta é que é, novo ano, novo eu.."ou "Aquele almoço de sexta arruinou-me a dieta, agora também vem ai o fim de semana não vale a pena grande sacrifício, regresso em força na segunda"....ou ainda "Vem ai o início do mês, portanto está na hora de atinar, agora ninguém me para".

Hoje é quarta, e estas são algumas entre tantas desculpas que todas as semanas, meses e inícios do ano dizemos a nós próprias. Reconheces-te? Eu reconheço-me em todas, porque durante muito tempo as usei inúmeras vezes. Fiz muitas promessas de ano novo. Fiz várias de início do mês e um incontável número de promessas ao começar a semana, o que tiveram em comum foi que falhei em todas.  

"...estas são algumas entre tantas desculpas...Reconheces-te?

Só vale a pena se for por ti.



Isto é provavelmente a maior verdade que tenho aprendido nos últimos tempos acreditem, que todo o esforço, todo o suor e as lutas interiores entre manter uma alimentação saudável versus querer devorar um pacote inteiro de frutos secos, só faz sentido quando é feito por nós e para nós.

Não foi uma coisa que aceitei assim de um dia para o outro e há dias em que parece que me esqueço um bocado, mas tenho mesmo tentado interiorizar isto e parece que quanto mais o faço, mais leve me sinto especialmente quando falho treinos.

Hello Monday #1


Porque sabemos bem o quanto custam as segundas-feiras, porque não encarar o início da semana como mais uma oportunidade para nos tornarmos ainda melhores. A verdade é que a vida parece que passa muito mais rápido quando vivemos apenas para o fim-de-semana.  

Mesmo que custe, começa a abraçar todas as semanas com um sorriso, vais ver que custa menos. E para ajudar nada melhor do que começar o dia com música


Panquecas de batata doce


Panquecas são provavelmente o meu pequeno almoço favorito e aquele que mais repito. 
São práticas, saborosas, nutritivas e permitem variar bastante seja na sua composição seja no acompanhamento. Sempre gostei de as comer com fruta e um pouco de manteiga de amêndoa e na maioria das vezes acabam mesmo por ser o meu pós treino. 

Normalmente faço com farinha de aveia ou com farinha de côco, mas na minha última consulta com a nutricionista que me segue ela colocou no meu plano as panquecas de batata doce como mais uma opção para pequeno-almoço. 

Musculação ou Crossfit



Quando partilhei por aqui e pelo Instagram - sigam-me em @vaniafromlollytaste - que ia deixar o ginásio e os treinos de musculação para começar a praticar crossfit e continuar os treinos outdoor na praia, houveram algumas pessoas que me perguntaram o porquê desta minha decisão e se achava que uma coisa era melhor que a outra.

O porquê eu já tinha falado neste post, depois de praticar musculação de forma bastante activa e intensa durante 3 anos e ter tido acompanhamento personalizado durante 2 entrei num modo de saturação e senti que o ginásio se estava a tornar uma obrigação para mim, por isso decidi procurar uma modalidade que me despertasse interesse e como já tinha praticado crosstraining com o meu PT decidi que estava na altura de mudar.

O respeito pelos seres vivos não é uma moda




Uma das coisas que mais oiço alguns iluminados dizerem quando há algum caso chocante de maus tratos a animais é que agora está na moda ser-se defensor dos animais e isso é das coisas que mais me provoca urticária. 

Lamento mas não, não é uma moda é sim uma necessidade e se hoje em dia se houve falar mais neste assunto é porque não só há mais pessoas conscientes que espancar um animal até o deixar às portas da morte é crime, como esta nova era digital nos permite chegar mais facilmente a estes casos que sempre existiram mas que eram abafados. 

Faz valer a pena



3 de Outubro, caramba já estamos em Outubro já repararam bem? 
Pode parecer meio conversa de velho esta coisa de dizer que o tempo passa rápido, mas porra se não é verdade, especialmente quando começamos a trabalhar e temos de gerir toda uma vida profissional e as outras mil coisas em que nos metemos, falo por mim que vejo a minha semana escorrer-me pelas mãos entre treinos, trabalho, voluntariado, blogue, vida pessoal e dormir no mínimo 7 horas para manter a sanidade mental intacta.

Mas não é sobre o tempo passar rápido que te venho falar, ou melhor talvez seja mas de outra forma. 
Repara que estamos em Outubro, lembra-te bem das promessas que fizeste no início do ano, aquelas em que prometias a ti mesma que este ano ias mudar, ias ser mais saudável, treinar e superar-te, pensa bem no que prometeste e agora que chegaste a Outubro conseguiste o que querias? Aproveitaste bem o Verão? Foste feliz na praia, tiveste orgulho em ti e nas tuas conquistas?

Vai com tudo



Hoje falo para ti, que treinas, que te alimentas bem, que tens ambições mas por alguma razão escorregaste no teu percurso, deste um passo para o lado e pensaste em desistir. 

Falo para ti como posso falar directamente para mim, acredita eu sei bem o que é achar que não vale a pena, sei bem o que é achar que me esforço tanto para uma recompensa tão pequena, sei melhor ainda o que é sentir que dou tudo de mim em cada treino e que o corpo simplesmente não reage. Sim eu sei a frustração que isto é, sei o que é ter objectivos e sentir que é tudo em vão, que só funciona com os outros e que nós por alguma razão misteriosa nunca vamos conseguir sair de onde estamos.

Muffin de banana, manteiga de amêndoa e aveia



Já nem me lembro a última vez que publiquei uma receita, por isso a semana termina por aqui com uns muffins óptimos para acompanhar com um chá ou até para serem comidos como refeição pré-treino. O melhor disto tudo claro está é que são bastante saudáveis.

Esta receita saiu mesmo da minha cabeça, o que para quem detesta cozinhar é coisa para me deixar para lá de orgulhosa, pois basicamente surgiu da necessidade de dar um fim a duas bananas que tinha na fruteira já com ar que estavam em término de vida.

Hambúrgueres vegetarianos Veggie Nessie




Hoje trago-vos provavelmente um dos melhores projectos que conheci este ano, os maravilhosos hambúrgueres vegetarianos da Veggie Nessie.

Não sei muito bem como é que descobri isto, andava a vaguear pelo facebook e apareceu-me um anúncio que chamava a atenção para hambúrgueres vegetarianos com entrega em casa e sendo eu uma verdadeira adepta de tudo o que sejam compras online e que me possam facilitar a vida entrei na página para saber mais.

Até ao fim


Uma coisa que o crossfit me tem ensinado é a não desistir, nunca em momento algum.
Há WODS difíceis, há WODS que me deixam a pensar porque raio fui eu meter-me numa coisa destas, mas não há um único treino que eu deixe por terminar, não há um único em que eu não faça todas as repetições, sem aldrabar, sem passar do 2 para o 5 mesmo que isso me custe o couro e o cabelo.

30 dias


Passou exactamente um mês desde que te perdi. 30 dias certos sem olhar para ti, sem te tocar, sem ver o teu ar de felicidade quando eu chegava a casa, sem te ter a ocupar todo o meu lugar no sofá e a obrigar-me a contentar-me com um mísero espaço para tu poderes dormir à vontade.
30 dias se passaram e eu tive de voltar a aprender a viver sem ti.

Uma coisa que sempre comentei enquanto foste vivo é que já não me lembrava de como era a vida antes de ti, de como era a casa sem os teus milhares de pelos a voar por todo o lado a colarem-se à minha roupa ou de como era acordar sem te ter nos pés, não me lembrava e gostava dessa sensação de não lembrança porque a vida contigo era muito mais bonita. Mas nestes 30 dias voltei a ter de saber o que é e se antigamente, antes de tu existires eu achava que era porreiro ter uma casa só para dois, agora que sei o que foi ter-te nas nossas vidas digo-te que dói muito estar numa casa só de dois, dói muito ter de aceitar que já não estás, dói acima de tudo ter de voltar a viver sem existires na nossa casa e nas nossas vidas. 

Faz a diferença agora.



A UPPA, esse cantinho de sonho plantado num sítio bonito e que alberga 70 vidas totalmente dependentes de mãos solidárias precisa de ajuda. A UPPA que ao longo de quase 9 anos tem ajudado tantos patudos a encontrar uma família, tem recolhido de situações extremas cães que deixam para trás passados difíceis e que tantas outras vezes tem de lidar com abandonos no portão do albergue ou devoluções de animais que pensava terem sido bem entregues precisa agora que sejam vocês ai desse lado a esticar a mão e a ajudar.