Desculpas para escrever #2 Momento Embaraçoso



foto via we heart it

Os meus momentos mais embaraçosos normalmente passam pela falta de óculos. Para quem não me conhece estar sem óculos é o equivalente a ver tudo nublado, portanto é normal que quando me encontro nesta situação e alguém passa por mim eu não vejo a pessoa e passo muitas vezes por arrogante e mal educada.



Já tive muitos momentos destes, mas lembro-me especialmente de um que se passou há uns bons anos atrás. Tinha estado na casa de uns amigos a jantar, como era Verão os dias escurecem mais tarde portanto tinha os meus óculos de sol (graduados claro) e não tive qualquer problema na condução. Mal chego a casa dos amigos e faço a habitual troca de óculos de sol para óculos normais percebo que me esqueci deles em casa.

Não fiquei muito preocupada, porque ao perto não vejo assim tão mal e a menos que fossemos ver um filme a coisa corria bem. Já era bem de noite quando me fui embora e ai sim começou a dar-me o tremor. Eu vivia perto, a cerca de 5 minutos de carro mas conduzir sem óculos era mesmo muito complicado. Ainda tentei colocar os óculos escuros mas às 03h da manhã aquilo ainda tira mais visibilidade, portanto pensei: “Vou devagarinho e a coisa há-de correr bem”.

Sigo viagem bem devagar, entro numa recta e começo a ver uma mancha laranja na faixa da direita, não me apercebo o que é e continuo a conduzir tranquilamente, até que para além da mancha que começa a ficar cada vez mais laranja noto algo a mexer-se, um vulto que a mim só estava nublado, começo a travar e quando realmente consigo entender o que é, tenho um policia com uma operação stop completamente louco porque achava que eu o ia atropelar, apercebo-me finalmente que a mancha laranja era um pin.

Ele manda-me encostar e pergunta-me porque raio só parei eu quase em cima dele quando já me estava a fazer sinal há imenso tempo para encostar, eu lá explico que estou sem óculos e que vejo muito mal e ele pede-me imediatamente os documentos.

Meto a mão à mala, começo à procura da carteira, reviro a mala, tiro tudo cá para fora e constato que ME ESQUECI DA CARTEIRA EM CASA, quando troquei de mala de manhã. Começo realmente a ver a minha vida a andar para trás, quase a atropelar um policia e agora não tenho documentos.

Explico-lhe que moro muito perto dali, que posso ir buscar os documentos a casa. Ele muito sério manda-me soprar no balão, não acusa nada e começa a dar-me um valente sermão sobre andar sem documentos e conduzir sem os óculos. Eu ouvi tudo muito séria e sempre achei que me fosse multar (apesar de na minha carta eu não ter qualquer referência aos óculos), mas vejamos eu nem a carta tinha, no fim ele diz-me que tenho de apresentar os documentos no dia a seguir e manda-me seguir viagem, bem devagarinho.

Conduzi até casa sem acreditar no que tinha acontecido, e só pensava que ia prender os óculos à cabeça para nunca mais me esquecer deles. Consegui chegar a casa sem atropelar ninguém, e nunca mais me esqueci dos óculos e dos documentos em lado nenhum.


3 comentários :

  1. Adorei a tua história e tenho uma bem parecida, mas como não foi comigo, não quis expor as pessoas. Obrigada Vânia! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. obrigada eu por estes teus desafios semanais :)

      Eliminar
  2. Situação assustadora essa. Ainda bem que tudo acabou bem.

    ResponderEliminar