Conversas com paladar #2


Quem é a Joana?
Era uma vez uma menina que gostava de voar às cavalitas do vento, tal como um papagaio de papel a pincelar o céu de magia. A Joana tem 25 anos, o ar como elemento do zodíaco e um coração cheio de sonhos. Escolheu o jornalismo como profissão para poder estar próxima da sua maior paixão: contar histórias. Felizes e inspiradoras. Gosta de saborear a vida em toda a sua plenitude e de aconchegar as suas memórias mais preciosas em lugares especiais. E, claro, amar. Sempre!





No teu Instagram delicias-nos com ótimas imagens de pequenos-almoços e lanches muito nutritivos, de onde vem esta tua paixão pela nutrição?
Nas brincadeiras de infância, quem é que desejava ser a “Sporty Spice”? Eu! Gostava de praticar desportos colectivos e de manter o corpo são, activo, enérgico. Aos oito anos de idade, os meus pais inscreveram-me na ginástica acrobática e, durante 11 primaveras, fui atleta de competição desta modalidade desportiva. Federada e com o coração a ser palco de espectáculos permanentes de fogo-de-artifício. Guardo as mais bonitas recordações desses tempos e, sempre que as saudades decidem chegar de mansinho, não consigo evitar deixar cair uma lágrima. Durante a adolescência, representei as escolas por onde passei em basquetebol, futebol, voleibol, salto em altura e mini-trampolim... Sentia borboletas no estômago a cada novo desafio e um desejo enorme de evoluir. 

No início de 2013, cheguei à conclusão que quanto mais natural e menos processados fossem os alimentos que ingeria, mais perfeita seria a relação com o meu corpo e o meu espírito. Comecei a explorar as secções de produtos biológicos nos supermercados e, subitamente, todo um novo mundo surgia diante dos meus olhos. O Jumbo, o Aldi, o Celeiro e o Brio oferecem-nos mil e uma maravilhas, que têm o condão de nos manter satisfeitos, em forma e saudáveis.

Quando criei os meus cantinhos, na blogosfera e no Instagram, descobri espaços inspiradores, veículos de paz, tranquilidade e bem-estar. Eis alguns dos food blogs que visito com regularidade: Oui Oui Saudável, One Life One Chance, Lolly Taste, Prazeres Saudáveis, Felt By Heart e As Minhas Receitas. Gosto de consultar as páginas de Facebook das nutricionistas Ana Bravo e Ana Ribeiro, e de registar as suas preciosas dicas. Na minha estante, aninham-se os livros da Joana Roque, da Mafalda Pinto Leite, da Ágata Roquete, tesouros que consulto sempre que possível… Hoje comecei a ler “Uma especialista em nutrição no supermercado”, da dietista Patrícia Almeida Nunes, e estou absolutamente rendida! 

Andar de bicicleta é, neste momento, a maior paixão e o meu hobby favorito durante as estações do ano mais solarengas. A minha menina tornou-se uma verdadeira companheira de aventuras. Cabelos ao vento, cestinha de verga e aroma a eucaliptos… e aqui vou eu! Feliz, com uma meia-lua radiante no rosto. 





Como é a tua alimentação no dia-a-dia?
Ter uma alimentação saudável tornou-se num dos meus lemas de vida. O pequeno-almoço é a refeição mais importante do meu dia, por isso aposto em snacks caseiros e nutritivos. Antes de sair para o trabalho, costumo beber um copo de leite de amêndoa/soja e comer umas torradas de pão de sementes com geleia de marmelo ou compota de morango. Finalizo esta refeição com uma peça de fruta, de preferência uma banana. No fundo, esta é a receita perfeita para começar o dia com um sorriso no rosto e o corpo munido de vitaminas, não achas? A meio da manhã, como um dos meus iogurtes biológicos, que viajam para a redação da revista em frasquinhos de vidro. Gosto de variar os ingredientes, mas nunca dispenso a maçã cozida, a granola, o coco ralado, as amêndoas laminadas, os amendoins torrados, as sementes de chia e de linhaça, o kiwi, os frutos do bosque e os citrinos. Ao almoço, tenho preferência por sopa, legumes salteados (dêem-me brócolos e sou uma menina feliz!), saladas polvilhadas com sementes de girassol, carnes brancas e esparguete integral. 

Por norma, acompanho a refeição com um sumo de fruta da So Natural e termino-a com uma gelatina. Os ossos precisam de força! Ao longo do dia, bebo duas canecas de chá. Tília, camomila, pêra e canela e chá branco estão na minha lista de preferências. Ao lanche, petisco umas bolachas biológicas de aveia e chocolate negro e saboreio um delicioso iogurte biológico. Prefiro comer pouco ao jantar, mas o suficiente para me sentir saciada. A água é a bebida escolhida. 

Um produto, ou marca que tenhas descoberto recentemente e tenhas ficado apaixonada?
Sem dúvida, a granola doSEMENTE. O projecto da Patrícia Simões é inspirador, criativo e produzido em Portugal – e eu sou a primeira a realçar o valor de um produto nacional, a importância do design e da estética, a existência de uma identidade. Quando adiciono a granola de mirtilo da marca aos meus iogurtes e saboreio esta deliciosa mistura de frutos secos, consigo sentir a dedicação e o carinho com os quais foi confeccionada. 

Aquela comida que nunca te cansas de fazer e te dá verdadeiro prazer comer é?
Gosto especialmente de preparar doces, sejam eles cupcakes, compotas, tartes ou bolos. Na quadra natalícia, eu e a minha mamã costumamos fazer geleias de maçã e canela, licores e bolachas, para oferecer aos nossos familiares e amigos. Testemunhar o quão felizes ficam ao provar as nossas criações dá-me imenso prazer. 

Uma música que combina com boa comida?
Indie, folk e jazz são os meus géneros musicais de eleição. Ah, e não consigo viver sem os clássicos – deve ser por isso que sou conhecida como a “M80” no meu local de trabalho. Ihih!

Deixo-te a playlist que dança uma valsa intermitente nos meus pensamentos:
. Tennis – Marathon
. The Honey Trees – Moon River
. The Staves – Mexico
. Frank Sinatra – Fly Me Too The Moon
. Daft Punk ft. Julian Casablancas – Instant Crush
. Rubik – World Around You
. Pharrell Williams – Happy
. Say Lou Lou - Better In The Dark
. Solange Knowles – Losing You
. KC & The Sunshine Band - Boogie Shoes
. Russian Red – The Sun The Trees
. Dexys Midnight Runners – Come On Eileen

Uma mania da Joana na cozinha.
Gosto de sentir os aromas, de aprimorar a decoração de uma sobremesa ou de um iogurte. A minha avó materna, a minha mamã e a Anita de Gilbert Delahaye e Marcel Marlier são as minhas mentoras. Na verdade, elas são a razão para eu desejar ser uma menina prendada e uma verdadeira fada do lar.



Qual o teu guilty pleasure? 
Tenho vários! Guilty me! Talvez, rapar os tachos, fazer pipocas, comer chocolate negro e deliciar-me com as mais variadas peças de fruta. Não vivo sem fruta! 




Uma receita para partilhar

Bolo húmido de laranja e sementes de papoila
Ingredientes:
125 gramas de manteiga
200 gramas de açúcar mascavado
4 ovos
300 gramas de farinha
180 ml de leite de soja
50 gramas de sementes de papoila biológica
Casca de 2 laranjas
Sumo de meia laranja
2 colheres de essência de baunilha

Preparação: Aquece o forno a 160ºC e unta a forma que será a guardiã do teu bolinho. Bate a manteiga derretida juntamente com o açúcar, até obteres uma massa fofa e esbranquiçada. De seguida, adiciona gradualmente os ovos à mistura anterior, mexendo bem. Deixa a farinha e o fermento para o fim – já diz a sabedoria popular… Ocupa-te agora da casca ralada de duas laranjas e das duas colheres de chá de essência de baunilha. Mistura-as no preparado. No caldeirão mágico, acrescenta o leite, a farinha e o fermento. Polvilha com as sementes de papoila e envolve-as com uma colher de plástico, para que não sejam trituradas pela batedeira. Nunca pares de mexer a tua poção mágica! O segredo está no carinho que depositamos na nossa criação. Por fim, deita a massa na forma previamente untada e leva ao forno por cerca de uma hora, ou até a massa estar bem cozinha. Não te esqueças do truque do palito que a tua avozinha te ensinou na infância. Olha que este conselho vale ouro!

Calda: Num púcaro, junta o sumo de uma laranja, água e açúcar mascavado. Leva ao lume e reduz o preparado a um xarope. De seguida, faz pequenos furos no teu bolinho com a ajuda de um palito e rega-o com o líquido milagroso que preparaste. Ele irá absorvê-lo e ficará com uma textura húmida. Nhami! Podes decorá-lo com cascas de laranja cristalizada ou com rodelas frescas deste suculento citrino, se assim o desejares. No final, terás uma sobremesa fresca para acompanhares com uma limonada, um chá de frutas amadurecidas ao sol ou um sumo natural de laranja. Et voilà!


Todas as fotografias são da Joana. Podem conhecer mais sobre ela aqui e aqui

5 comentários :

  1. Que fotografias tão giras. não conhecia e já estou a espreitar :)

    ResponderEliminar
  2. Esta entrevista deixou-me super feliz e com um grande sorriso. Adoro a Joana, o seu instagram, o seu blogue, os seus copinhos mágicos, os seus livros e a sua maneira de escrever :) uma verdadeira inspiração. E essa receita? Uau, que maravilha, TENHO que fazer **

    ResponderEliminar
  3. Mil obrigadas pelo convite, meu doce!
    Adorei fazer parte deste projecto e deste teu cantinho tão especial.
    Um grande beijinho ♥

    ResponderEliminar
  4. Gostei muito deste post! Não a conhecia mas acho que vou gostar muito :D

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  5. Opa tão querida! Só agora li a entrevista e vi que estava aqui mencionada. A Joana é uma menina muito simpática e só pelas fotografias conseguimo-nos apaixonar pelas suas refeições :)

    ResponderEliminar