Trazer o biológico para a mesa


Sou uma miúda que passou grande parte da infância e adolescencia na terra da avó. Aprendi a semear batatas e cebolas, a apanhar milho e a regar terras. Comi fruta directamente da árvore sem lavar porque não era necessário, tirei leite a cabras, "desviei" ovos da avó para estrelar, conheci e saboreei cheiros e sabores vindos directamente da terra para o prato e tive durante muito tempo o prazer de conviver com a Natureza e de aprender que os alimentos verdadeiros, sem aditivos e pesticidas podem até ser feios, tortos e desengonçados, mas vibram com cores verdadeiras e sabores que nunca foram alterados.

Por ter este background, sempre me chateei um pouco com os alimentos do supermercado, especialmente com os tomates e os ovos. Sou uma fã incondicional de tomate e nos últimos tempos chegava a comprar só o cherry porque era o único que conseguia encontrar que soubesse mesmo a tomate, pois tudo o resto vinha sem sabor e muito plastificado. Os ovos eram outro alimento com que sempre encalhei, lembro-me que os das galinhas da avó criadas no campo, vinham meio sujos mas assim que se partiam, a gema era de um amarelo mágico e estes que compramos no supermercado são esbatidos e sem vida. Podemos também falar das cebolas que nos últimos tempos só conseguia usar para sopa, pois eram de tal maneira ácidas que era impossível comer numa salada.

Até que um dia, uma amiga partilhou comigo um projecto chamado Quinta da Marquesa, onde cultivam os produtos de forma natural e entregam em casa. Já conhecia alguns semelhantes, mas o elevado preço fazia-me sempre recuar, mas depois de saber que um cabaz tinha o custo de 10€ e que esta amiga estava completamente satisfeita com a qualidade decidi experimentar e fiquei fã.

Os cabazes variam todas as semanas, é enviada uma lista à segunda com os produtos do cabaz semanal e nós escolhemos entre 7 a 9, depois as pessoas da quinta compõem o cabaz de forma a perfazer os 10€, fora do cabaz há sempre imensos produtos disponíveis que podem comprar à unidade ou ao kilo. Até quinta-feira envia-se a nossa encomenda, e ao sábado no conforto do lar chega-nos uma encomenda fresca e colorida a casa, cheia de nutrientes e muitos sabores verdadeiros.

Não há uma obrigatoriedade de encomenda, cada um pede quando quer e conforme as suas necessidades, e garanto-vos que as quantidades são bastante generosas. As entregas são feitas em Lisboa, Cascais e Sintra.

Eu estou rendida ao projecto, à qualidade e à sensação de estar a comer produtos verdadeiros e por isso sou sem dúvida uma cliente muito satisfeita. Para além disso é sempre positivo ver que as pessoas no meio da crise estão a ser empreendedoras e a gerir os seus negócios.

Se há coisa que me dá prazer é saber que aquela pessoa que fala comigo no email, é a mesma que ao sábado vai estar à minha porta a entregar-me os produtos e que estes foram cultivados por aquelas mãos. Gosto deste aproximar com o cliente de sentir a envolvência de quem faz e vende com quem compra. 

Por aqui há fãs deste tipo de projectos?

14 comentários :

  1. Que fantástica ideia.
    Eu, por aqui, ando à procura de um mercado de produtos frescos e biológicos mas está difícil.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. experimenta procurar por uma quinta que entregue na tua zona de residência, há imensas agora:-)

      Eliminar
  2. mas que excelente projecto :)
    eu ovos sou incapaz de comprar no supermercado... legumes tambem me faz alguma impressão... tudo o que posso trago de casa dos papas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. quando eu ou a minha mãe vamos a terra trazemos sempre imensa coisa boa de lá, mas como não é muitas vezes porque é longe este projecto é a minha solução de ouro:-)

      Eliminar
  3. olha que giro..eu vi foi este http://www.prove.com.pt/www/ tb fiquei super entusiasmada! Vou começar a mandar vir daqui! Também é 10€ um cabaz entre 5/6 quilos. **

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. estão a aparecer cada vez mais projectos destes super interessantes e os preços são bem apelativos:-)

      Eliminar
  4. Eu tenho muita sorte nesse sentido. A minha mãe decidiu cultivar numa parte do seu jardim e tenho frutas e todo o tipo de vegetais e legumes. No entanto conheci esse projecto antes do Natal, na minha estadia em Lisboa. Os meus cunhados aderiram e estão rendidos:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. olha eu bem que tenho inveja desse jardim, adorava poder fazer o mesmo:-)

      Eliminar
  5. Fui cliente do projecto Prove durante algum tempo mas não funcionou lá muito bem para mim, por diversos motivos. Não voltei a tentar outros projectos semelhantes porque entretanto experimentei fazer esse tipo de compras no mercado municipal e fiquei fã. Passei a trazer de lá todos os legumes, fruta, e ovos. Não serão tão bons como os produtos vindos directamente da quinta, mas são certamente melhores que os do supermercado.. e já faz parte da rotina dos meus sábados :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. e de certeza que é mais giro ir ao mercado, com todas as suas caracteristicas do que aos supermercados:-)

      Eliminar
  6. Que projecto fantástico! :D

    ResponderEliminar
  7. Para quem gosta de biológico pode sempre ir aos Mercados Agrobio semanalmente, para mais informações
    www.agrobio.pt ou www.facebook.com/MercadosAgrobio

    ResponderEliminar
  8. Uauuuu, desconhecia mas já lhes mandei e-mail. Tenho é de ver se os preços compensam, que eu ando sempre à procura do mais baratinho :)

    ResponderEliminar