12 Anos Escravo


12 anos escravo é daqueles filmes que nos faz sair do cinema com a sensação de murro no estômago e a garganta bem seca. É um filme com uma carga emocional muito grande, que nos deixa com uma grande sensação de revolta e indignação.

Há muitas falhas na nossa história, a escravatura foi sem dúvida uma das mais vergonhosas e Steve Mcqueen de forma sublime consegue representar isso na perfeição, a crueldade com que os escravos eram tratados, as violações, a violência, a fome e a sede eram constantes na vida destas pessoas que eram tratadas como lixo. 

A história fala sobre Solomon Northup, um homem livre, que tocava violino, tinha família e uma boa vida, e que é enganado por dois homens que o raptam para o venderem como escravo. Depois disso Solomon passa 12 anos da sua vida numa situação desumana, onde sofre todo o tipo de violência apenas por ser negro.

Se a história já arrepia, a interpretação de Chiwetel Ejiofor é de nos deixar de lágrima nos olhos, pois o actor encarnou de tal forma a personagem que é fácil esquecermo-nos que estamos perante uma interpretação. Destaco também Lupita Nyong'o que interpreta a jovem Patsey, e que tem das melhores representações que alguma vez vi quando está a ser açoitada, a dor que ela sente é facilmente transposta para fora do ecrã. Por fim tenho também de falar sobre Michael Fassbender, que do início ao fim veste tão bem aquela personagem hedionda de dono dos escravos, que consegue trazer ao de cima uma vontade incontrolável de o esmurrar sem parar.

É um filme que nos marca porque é realizado de forma simples, e mostra a realidade tal como ela foi, nua e crua, sem ligeirismos evidenciando todos os podres que foi a época da escravidão. 

Ao sair do filme, o espírito vinha pesado, sobretudo porque passados 200 anos não só continua a existir racismo e descriminação como escravidão. E foi ao lembrar-me de uma reportagem que li há pouco tempo no público sobre um homem que foi escravo durante 26 anos no Alentejo e só se libertou há 3, que percebi que o ser humano tem claramente muita coisa com que se envergonhar.

Para quem não viu essa reportagem podem ver aqui.

12 Anos Escravo merece ser visto e sentido, e é sem dúvida um justo e merecido candidato aos Oscares deste ano.

16 comentários :

  1. Já o tenho na lista, mas tenho que me preparar psicologicamente para o ver, pois já sei que vou ficar completamente arrebatada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é um filme que não nos deixa indiferentes sem dúvida:-)

      Eliminar
  2. Há muito que estou curiosa por ver este filme. Confesso que com o texto a curiosidade teima em crescer. É um tema que já foi várias vezes abordado em diversos filmes e nenhum desses filmes que tive oportunidade de ver me deixou indiferente, é um tema triste e que deixa sem dúvida muita revolta no espectador. E curiosamente da minha lista de preferência cinematográficas, este é o tema mais presente.
    Portanto, tenho mesmo de ver o quanto antes este filme.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. se gostas da temática, vais gostar de certeza deste filme, está muito bem filmado e tem interpretações muito boas.

      Eliminar
  3. Com uma temática tão forte, Steve Mcqueen e Fassbender... Só tenho é motivos para o ir ver!

    ResponderEliminar
  4. Vânia, obrigada pelo teu feedback! Também tenho um mealheiro só de moedas de 2€ e já cheguei a quantias bem engraçadas em relativamente pouco tempo. É verdade, a meio do ano torna-se mais pesado, mas o que se consegue poupar a mais sem ir para o mealheiro nos primeiros meses do ano compensa, penso eu, largamente, esses valores mais avultados.

    Aii e estou com imensa vontade de ir ver este filme. Cheira-me é que vou chorar que nem uma madalena, como aliás, é meu costume :)

    Beijinhos,
    Catarina.

    http://day-dreamer.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é um filme que apela ao sentimento sem dúvida nenhuma:-) obrigada pela tua visita.

      Eliminar
  5. Quero tanto ver... Mas estou com medo... Aposto que vai ser choradeira na certa

    ResponderEliminar
  6. Deve ser fabuloso, a história arrepia.

    ResponderEliminar
  7. Estou a preparar-me para esse filme, porque a ideia que tenho é que sairei do cinema com a sensação de murro no estômago como tu sentiste...

    ResponderEliminar
  8. Faço tuas as minhas palavras. Um grande filme e um murro no estômago.

    ResponderEliminar