Da solidariedade


A semana passada enquanto conduzia para o trabalho ouvi na rádio que os portugueses estão mais solidários apesar das dificuldades, para além de que este ano aumentou bastante a percentagem de voluntários em diferentes causas e não pude deixar de esboçar um sorriso.

É verdade que as coisas não estão fáceis, e que o cinto tem apertado para a grande maioria,  mas também é verdade que muitas vezes não é preciso muito para ajudar os outros e que se fizermos o simples exercício de perceber em que coisas gastamos dinheiro e que não necessitamos é mais fácil ajudar.

Estamos a chegar a uma época onde surgem imensos peditórios para diferentes causas, eu sou a favor que a solidariedade deve ser praticada o ano todo mas compreendo que é bom aproveitar uma época em que as pessoas naturalmente acabam por gastar mais dinheiro, para tentar angariar o mais possível para quem mais precisa, no entanto acabo por sentir que às vezes por desconfiança ou desinformação há muita gente que não ajuda por não saber para onde vai o dinheiro. 

Depois tem tudo um pouco a ver com o tipo de causas com que nos deparamos, e é mais fácil ajudar causas humanas sejam elas quais forem do que causas animais ou de protecção à natureza, pois a verdade é que o ser humano consegue mais facilmente colocar-se na situação de pobreza, doença ou outro tipo de dificuldade.

Mas como o que realmente interessa é ajudar e já que estamos numa altura de maior solidariedade, façam uma revisão aos vossos gastos, pensem se aquela camisola ou batom vos faz mesmo falta, escolham uma causa e ajudem. 

Sejam mais solidários, olhem mais para a vida à vossa volta, esqueçam um pouco as modas, os desejos de consumo e este Natal tornem um bocadinho melhor a vida de alguém, abracem uma causa. Para quem não quer ou não pode ajudar com dinheiro, doem roupas que já não usam, contribuam com alimentos sejam eles para humanos ou animais, enfim sejam sobretudo pró-activos num mundo inundado pelo fácil consumismo.

E acima de tudo não se encostem à desculpa do "não ajudo porque não tenho tempo", porque tal como a bombazine isso já passou de moda há muito tempo. 

7 comentários :

  1. Eu costumo doar sempre alimentos quando há pedidos para o banco alimentar ou outros do género e também compro algumas coisinhas quando há recolha para os animais. Por falar em roupa tenho ali dois sacos cheios de roupas para doar a alguém, tenho que procurar um sítio para ir entregar. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. está atenta ao blogue que eu vou colocar uma lista de associações a quem podes doar a tua roupa :-)

      Eliminar
  2. Podes colocar aqui uma lista de causa e os locais respectivos a quem podemos ajudar, se souberes? Obrigada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. claro que sim vou fazer uma selecção e publico aqui no blog:-)

      Eliminar
  3. vânia obrigada. Obrigada por este post e por demonstrares seres uma miúda com as prioridades bem definidas. O teu blogue é uma lufada de ar fresco, é original, muito sincero e adoro a tua escrita. gostava se possível de te pedir que caso soubesses de algumas associações onde possa doar roupa e alimentos que colocasses aqui. Conheço algumas mais conhecidas, mas gostava de ajudar aquelas que não têm tanta notoriedade. mais uma vez obrigada por este post.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. olá Domingas:-) Muito obrigada por este teu comentário, deixou-me realmente de coração cheio:-) irei fazer uma lista de algumas associações e partilho com todo o gosto. mais uma vez obrigada pelo carinho:-) beijinhos*

      Eliminar
  4. Para ficar na lista. eu costumo dar as roupas e brinquedos, desde que em bom estado, à casa do gaiato em caneças.
    Miss David

    ResponderEliminar