Your Pet and You












Há quem diga que temos uma certa semelhança com os animais que escolhemos e este projecto procura mostrar um pouco desse lado. 

Acho este trabalho muito bem feito, e depois de ver todas as fotos acredito profundamente que se trocássemos algo, a coisa já não funcionaria tão bem, porque a verdade é que as personalidades de cada um são únicas e encaixam na perfeição com o seu par. 

Para verem o resto das fotos e conhecerem mais sobre o trabalho de Tobias Lang é clicar aqui

Something new...



Nos últimos tempos, tem sido com um certo orgulho que tenho lido algumas notícias sobre Portugal, pois desde termos os melhores hostels do mundo, a Lisboa ser considerada a 4ª cidade mais bonita há já alguns anos, termos duas estações de comboio entre as mais bonitas e muito mais coisas, faz-me sorrir.

A verdade é que temos um país maravilhoso, e todos nós sabemos que se não fosse a crise profunda em que estamos, Portugal é claramente um excelente sítio para se viver: boa comida, bom tempo, pessoas simpáticas e prazer em receber.

Há uns tempos falava com uns amigos franceses, que trocaram a confusa cidade de Paris para viverem no coração da nossa Lisboa, e dizem eles muitas vezes, que foi o melhor que fizeram, pois a tranquilidade que a nossa cidade oferece é intocável. No entanto ambos afirmaram que em França pouco se ouve sobre turismo português, a verdade é que não se aposta na divulgação e as pessoas muitas vezes acabam por achar que Espanha e Portugal é tudo a mesma coisa.

Ambos disseram que a primeira vez que vieram a Lisboa ficaram completamente deslumbrados e entre viagens também pelo Norte renderam-se aos encantos de Portugal. Ao longo dos tempos vão recebendo vários amigos e todos sem excepção ficam espantados por haver uma país tão bonito e caricato mas sobre o qual poucos ouvem falar como opção turística.

Acredito profundamente que temos um país maravilhoso, que merece ser descoberto, não só pelos de fora, mas também por nós próprios que muitas vezes não sabemos muito bem o que fazer ou onde ir, até mesmo férias, porque a verdade é que com a crise que vivemos, torna-se cada vez mais complicado conseguir viajar para fora, mas quando temos tantos locais interessantes é possível relaxar sem gastar muito dinheiro.

Assim sendo, este texto dá o mote para algo que ai vem, um projecto novo que irá nascer aqui no blogue, e espero do fundo do coração, que possam vir a gostar tanto de o ler como eu de o fazer. 

Beringelas recheadas com carne


Durante a semana sou completamente a favor de refeições rápidas e que não me façam perder muito tempo na cozinha. A verdade é que apesar de gostar muito de cozinhar, com a vida agitada da semana perco um bocadinho esse prazer, no entanto procuro sempre aliar a rapidez com refeições saudáveis.

Portanto a sugestão de hoje, é uma receita que combina todos estes factores, e para quem anda com medo das últimas notícias sobre a carne picada, lembrem-se que é só na carne embalada que tem havido problemas. 
Nós aqui por casa gostamos sempre de carne picada na hora, pois podemos escolher exactamente a carne que queremos, a quantidade certa e fica sempre mais barato. 

Para terminar esta receita conta com 164kcal por pessoa. 

Bom apetite

Ingredientes
2 beringelas pequenas
1 tomate maduro
1/2 cebola
1 dente de alho
100 g de carne picada
sal e pimenta q.b
1 colher de sopa de salsa picada

Como fazer
Lave bem as beringelas e corte-as ao meio no sentido do comprimento. Com a ajuda de uma colher, escave o interior da beringela, de modo a retirar a maior parte da polpa mas sem rasgar a casca.
Pique a polpa da beringela em pequenos pedaços, assim como a cebola e o dente de alho. 
Pele o tomate, retire as sementes e pique-o também em pequenos pedaços.

Leve um tacho ao lume com o azeite e refogue a cebola e o alho. Junte depois a beringela, o tomate e a carne picada. Tempere com sal e pimenta e deixe cozinhar em lume brando até a carne estar macia. Junte a salsa picada e envolva bem.

Recheie as beringelas com este preparado. Disponha-as num tabuleiro e leve ao forno quente (180ºC) durante 30 a 40 minutos até a beringela estar cozinhada. 

weekend out


Este fim de semana vai ser fora daqui, porque às vezes faz falta largar as nossas coisas e não pensar absolutamente em nada. Vai ter massagens, spa, boa comida e será sobretudo com muito descanso sem internet nem tv (vou claramente esforçar-me para me desligar por completo do iphone).

Tenham um bom fim de semana. 


Girly things








A crafts with love está com peças novas, muitos colares compridos já a pensar na Primavera.
Entretanto os packs de brincos só durante o dia de hoje estão com 50% de desconto.
Visitem aqui e façam like

Pureza








Esta é a história de uma marca de cerveja chamada Pureza, que se caracteriza por não ter qualquer tratamento nem aditivos.
A identidade transmite valores de solidez e força, usando as duas cores mais puras de toda a gama cromática. A imagem é ainda reforçada com um packaging envolto em cordas, exaltando as origens terrenas e o trabalho tradicional.

Gosto desta estética simplista, onde o menos é mais, apesar de ter as minhas dúvidas sobre se esta fórmula realmente funciona no público, a verdade é que apesar de todo o conceito andar à volta de uma cerveja pura, fico com a sensação que nunca na vida associaria este trabalho a tal bebida e que tanto podíamos estar a falar de cerveja como de água.
No entanto não deixa de ser um projecto bonito e que merece ser visto.

Podem ver mais projectos do designer Bili Cardona aqui

Random Instangram

Sou assumidamente fã do Instangram. Não tiro fotos sempre, mas perco-me todos os dias pelo de outras pessoas. 

O meu, não é espectacular, não tem fotos artísticas, não é inspiracional nem é de fazer sonhar, mas reflecte-me, mostra pequenos pedaços de mim, da minha vida, dos meus gostos e prazeres. Raramente tiro fotos a mim mesma, tenho algumas sim, mas acho mais interessante fotografar o gato, por isso não é de estranhar que o meu Instangram esteja inundado de fotos dele.

Não vou dizer para me seguirem, porque sou um bocado picuinhas com isso, e para além de o ter privado, não aceito muita gente, a verdade é que de uma certa forma aquele é o meu espaço e eu gosto de o partilhar apenas com algumas pessoas.

No entanto ficam aqui uns pequenos recortes do que por lá se passa. 

Uma lista de desejos


Andei tão out de tudo nos últimos tempos, que só há uns dias é que me apercebi que o site da Zara tinha sido renovado e a meu ver as roupas ficaram claramente a ganhar com o novo grafismo.

Ao visitar o site, percebi que as riscas são a nova tendência. Pessoalmente gosto bastante, apesar de achar que como tudo o que é demais enjoa, possivelmente das peças que seleccionei neste padrão apenas compraria a camisa. A nova colecção está muito bonita, gosto muito das sugestões de sapatos rasos e bateu aquela saudade de andar de sandálias e roupas mais leves. 
Entretanto ocorreu-me que este ano ainda não fiz uma única compra para mim, nem mesmo nos saldos.

A verdade é que recebi coisas que realmente precisava no Natal, óptimas malhas que têm sido perfeitas para o frio e um bom casaco, portanto depois de analisar tudo o que tinha, decidi que este ano vou mesmo ser mais cuidadosa com os meus gastos, portanto até ver, apesar de ter alguns desejos, vou continuar assim, a zeros com o consumismo. 

Filmes

Nos últimos tempos tenho-me dedicado um pouco mais ao cinema, pois com o meu grande vicio em boas séries que ando a acompanhar, os filmes começaram a ficar um bocadinho para segundo plano, portanto decidi que estava na altura de prestar um bocadinho mais de atenção ao que tem andado por ai e estes três foram os últimos que vi.




Argo baseia-se numa história verídica sobre o resgate de seis funcionários da Embaixada Americana que aconteceu no Teerão em 1979/1980. Nesta altura o edifício foi ocupado, e estas seis pessoas fugiram e esconderam-se na residência do embaixador canadiano. Depois disto começa uma corrida contra o tempo, numa  extracção elaborada pela CIA, que implicava fazer passar os seis americanos por uma equipa canadiana de cinema no Irão, em missão de reconhecimento para a produção de um filme de ficção cientifica chamado Argo. O filme é produzido por Ben Affeck que também participa num papel principal muito coerente, e conta não só com um óptimo roteiro como com excelentes actuações de Bryan Cranston, Alan Arkin e John Goodman. Apesar das opiniões não serem consensuais quanto ao filme, eu gostei de todo o enredo e do frio no estômago que o filme nos provoca até ao último minuto. 


Este talvez seja dos filmes mais comentados dos últimos tempos, principalmente por ter sido nomeado para os Óscares. É um drama romântico com uma boa história, com boas e inteligentes doses de comédia, e veio provar que é possível fazer um filme romântico, sem cair nas fórmulas repetidas de tantos outros. O que mais me agradou, é que em Silver Linings, o final é praticamente o menos importante, mostrando que a jornada para lá chegar é o verdadeiro foco deste filme.  
Gostei especialmente da interpretação de Robert de Niro.


Tenho a dizer que graficamente este filme impressionou-me muito, principalmente porque não foi produzido nos grandiosos estúdios de Hollywood, mostrando assim que é possível termos bons filmes ao nível da imagem fora dos EUA. As sequências que retratam a chegada do tsunami à costa e o rasto de devastação que é provocado em poucos minutos são claramente dos maiores atractivos deste filme, juntando a isto o facto de estarmos perante uma história verídica temos um filme que claramente nos mexe com os sentidos.
No entanto, apesar de ter gostado do filme e de ter largado umas quantas lágrimas, não deixei de ter a sensação que tudo aconteceu muito depressa, que se quis contar e colocar muito drama de uma só vez e que a sequência das coisas acontece em fast forward. 
Realço as interpretações de Naomi Watts e do jovem  Tom Holland que tem uma participação irrepreensível e que nos deixa muitas vezes de coração nas mãos. 

Tomates recheados com atum, gambas e abacate



Uma das receitas que mais gosto de fazer são tomates recheados, não só pela rapidez com que se consegue ter uma refeição pronta, como pela versatilidade, porque na verdade basta um pouco de imaginação e podemos colocar o que quisermos como recheio.

Outra razão muito importante, é o facto de ser uma refeição baixa em calorias, portanto é perfeita para quem anda em dieta ou simplesmente para quem quer manter a linha.

Ingredientes
4 tomates maduros grandes
4 gambas cozidas
1 lata de atum ao natural
1/2 abacate
2 colheres de sopa de azeite
3 colheres de sopa de iogurte natural magro
folhas de manjericão q.b picadas
sal e pimenta q.b

Como fazer
Corte uma tampa na parte superior e retire a polpa do centro.
Descasque o abacate, corte em quadrados e misture com o atum (reservando algumas lascas de atum para o final), metade das gambas, o iogurte e a polpa do tomate. Tempere a gosto com sal e pimenta.
Recheie os tomates com este preparado, decore com o atum reservado e o manjericão. Coloque as restantes gambas por cima.
Sirva os tomates sobre um fundo de azeite e manjericão picado.

I'm back


Pois que estou de regresso. Quero agradecer a todas as pessoas que se preocuparam e me enviaram emails simpáticos, boas energias e muita força. A verdade é que apesar de não conhecer grande parte das pessoas com quem falo virtualmente, é bom saber que o carinho ultrapassa os ecrans de computador e foi de facto importante para mim receber tanto amor e preocupação desse lado.

São pequenos gestos como os que fui recebendo ao longo do tempo, que me fazem claramente perceber que com o passar dos anos se criaram laços felizes por aqui, uns que já passaram para a vida real e me enchem o coração e outros que continuam virtuais mais igualmente importantes. 

O blogue vai voltar ao activo, sinto falta desta partilha e sinto também falta de ler os vossos espaços, e apesar de tudo não estar a 100% chegou a altura de voltar a sorrir. 

Obrigada do fundo do coração por todo o apoio. 



Untitled


O blogue está parado por motivos pessoais e assim ficará até tudo estar minimamente composto. 
A quem sabe o que se passa e tem enviado emails, obrigada pelo carinho, a todos os outros que por aqui passam, espero voltar o mais rápido possível, mas até lá a inspiração e a vontade de aqui vir é nula.

Não é de todo um adeus, mas sim um até já um pouco longo <3 p="">