Branding: Bang Bang Atelier





















BangBang começou por ser um projecto de licenciatura do designer Simon Laliberte, mas rapidamente passou para a realidade e hoje é um pequeno atelier com grandes projectos.

A marca apostou num Branding divertido e colorido, onde todos os pormenores foram pensados ao minimo detalhe. Para divulgar a empresa criaram uma carrinha de gelados e todo o packaging foi criado para mostrar que a criatividade e o divertimento quando estão aliados trazem resultados fabulosos.


Show & Tell #3: Fernando Valente - Fotógrafo




"A fotografia foi considerada como arte menor até ao final do século XX, só recentemente assistimos a fotografias a serem comercializadas e a atingiram valores astronómicos (*) e com os artistas ainda entre nós!

A qualidade da fotografia está de alguma forma ligada com a técnica e com câmara, não sendo necessariamente verdade que a melhor técnica na melhor máquina com o assunto perfeito possa resultar.

À parte das modas que foram surgindo recentemente (ligadas fortemente ao digital e à exploração do erro) a fotografia, de mão dada com o cinema, deixa transparecer muito mais que o momento que observamos, deixa uma história para quem a observa, que pode não ser interpretada da mesma forma por todos nós.

Gosto bastante de fotografar e há vários anos que trago sempre uma máquina fotográfica comigo, às vezes passo semanas que não tiro uma foto, mas a sua presença é obrigatória. Não sei se consigo explicar, é como sair de casa sem relógio de pulso....

Como não é nada prático carregar um saco pesado e cheio no dia a dia, é bastante mais prático trazer um bloco de notas, ou seja uma máquina pequena, leve e rápida de operar, digital para o vicio sair mais budget.

Mas as suas capacidades são mais limitadas, o que às vezes é uma noia, imaginamos um resultado e depois não saiu como esperávamos, o que quebra um bocadinho a nossa relação com a máquina. Fico assim desconfiado e pouco convicto, mas pronto não se pode ter tudo e pode-se sempre experimentar mais vezes.

O digital trouxe isso, "deixa lá ver se ficou bem?", o que matou a ansiedade ao esperar pelos resultados e trouxe ainda um comportamento novo, que acho desnecessário. Em geral, as pessoas numa saída para jantar com os amigos, gastam 4gb e tiram 1546 fotos, péssimas por sinal e para quê? Recordar é viver mas 1546 vezes?

-Há e tal é digital, tipo não gasta.

Não gasta? Gasta a paciência de qualquer um, ver 16 fotografias do “Manel” desde que o garfo saiu do prato, até que ele acabe de engolir o bolo alimentar. Não há explicação, ou alguém espera que uma das fotos seja para ampliar (imprimir como se diz agora) e pôr na sala?

O meu desabafo é só para exemplificar, a película deixa-me saudades, é que quando estamos a espreitar pela objectiva (sim, a espreitar não é com os braços esticados, os óculos na ponta do nariz e a olhar para um Lcd ao Sol, que a coisa vai correr bem) e decidimos tirar uma fotografia, ou três, ou até que o rolo acabe, sem que nos lembre-mos de três coisas:

1 - Vai sair caro.
2 - Quando estiver a trocar o rolo (se é que se tem outro) não se vai fotografar nada.
3 - Tem que ser no momento certo.

Escolhas, ao fotografar estamos a fazer escolhas, a pensar, a analisar, a enquadrar, a vida é feita de escolhas e a fotografia também.

A fotografia que está no início do texto, foi registada com o meu bloco de notas digital, e se a máquina fosse melhor, a fotografia era melhor? E se fosse película?

No fundo no fundo, a questão não é material, o momento produziu esta foto, o momento jamais se vai repetir da mesma forma, se o tentarmos recriar, até pode ficar melhor, mas nunca será o mesmo, contará outra historia possivelmente.

"Reno II" de Andreas Gursky, é a fotografia mais cara alguma vez vendida em leilão. Foi arrematada por 4,3 milhões de dólares à leiloeira Christie's, em Nova Iorque."




Life over 80















Este é talvez dos trabalhos mais bonitos que já publiquei aqui. Gosto de fotos assim, simples, de pessoas reais, com marcas do tempo, com olhares que contam histórias, com uma vida inteira de momentos bons e maus.

Gosto de ouvir pessoas mais velhas, tenho uma especial paciência para os mais idosos, e este trabalho deu-me uma inspiração extra. Obrigada a quem olha para os mais velhos não como lixo mas sim como seres com tanto para contar e mostrar.

Um trabalho brilhante de Robert Harrinson

Carta ao meu eu adolescente


Vânia filha és uma miúda porreira mas não tens jeitinho nenhum para te vestires e aviso-te já que o estilo masculino não te assenta mesmo nada bem. Felizmente tu vais perceber isso sozinha, vais ter outras aventuras menos felizes pelo mundo da roupa mas vais atinar.

Vais crescer muito graças a uma pessoa e mais tarde quando menos estiveres à espera vais perdê-la. Vai-te doer muito mas confia em mim, com o tempo vais acabar por conseguir atenuar a dor com os bons momentos que guardarás no teu coração.

Uma coisa importante a reter é: ouve bem o que o teu oftalmologista te diz e usa os óculos quando vês tv. Não aches que é foleiro e que ficas feia, porque mais tarde quando tiveres que usar óculos sempre e não vires um "boi" à frente vais-te arrepender profundamente.

Outra coisa, sei que és bem nervosinha com a tua mãe e ela contigo, é verdade que andam sempre às turras mas acredita, mais tarde vais perceber que vocês são mais iguais do que tu pensas e ela é sem dúvida nenhuma uma grande mulher, portanto não sejas chatinha sim?

Lamento também informar-te que te vais desiludir muito com uma pessoa, uma "amiga" mas desculpa que te diga tu pões-te a jeito, talvez faça parte da idade ou talvez sejas demasiado ingénua, mas vais sofrer bastante. Enfim para uma coisa isso vai servir, para te tornares mais reservada com as pessoas com que te dás, no entanto lê bem o que te digo: Nem 8 nem 80.

Por favor confia em ti. Não és o melhor ser humano do mundo mas estás bem cotada na tabela das pessoas com algum valor portanto acredita mais em ti. Vais continuar com a tua capacidade incrível de transmitir felicidade quando por dentro tremes, mas tens de ultrapassar isso.

Vais-te apaixonar verdadeiramente pela tua profissão mas não vais ser sempre feliz, não te preocupes a culpa não é tua mas sim de momentos menos bons que o mundo vai viver, mas por favor quando puseres em causa o teu valor como profissional pede para te darem uma chapada. Ah e outra coisa, vão haver momentos menos bons, mas vais sobreviver e dar a volta.

Quanto aos amores a única coisa que te posso dizer é que de facto quando menos esperares, quando estiveres numa altura da tua vida em que estás em total paz de espírito contigo própria e estiveres a apreciar o doce sabor de estar sozinha, quando tiveres percebido que todas as pessoas precisam de uma pausa para fazer reset, vais encontrar alguém e é nessa altura, que estarás finalmente preparada para amar alguém.

Desafio daqui

A vida vista pelo Instangram






Logos Quiz





Confesso que sou viciada nesta aplicação e não descansei enquanto não a terminei. Um jogo que nos agarra muito rápido e tal como o nome indica, o objectivo é descobrir que marcas estão identificadas em cada logo.
Completei os 8 níveis com ajuda porque haviam logótipos completamente impossíveis de saber, no entanto o jogo teve um update recentemente e já há mais um nível de dificuldade bem elevada.
Para quem gosta deste tipo de jogos esta é uma app obrigatória e gratuita.

Mousse de Iogurte e Morangos - Light

foto do google

E porque nem sempre consigo fazer sobremesas, mas continuo a gostar de partilhar algumas receitas com vocês, esta semana trago uma mousse bem fácil e rápida que guardo na minha pasta de receitas favoritas acompanhada por uma foto da net para exemplificar o resultado.

Esta sobremesa é deliciosa e sobretudo muito baixa em calorias, agora que estamos no Verão e muitas pessoas se preocupam muito mais com o que comem.

Ingredientes para 8 pessoas
2 caixas de Gelatina de Morango
4 iogurtes naturais desnatados
1 chávena de morangos

Preparação
Lave os morangos e corte-os em pedaços pequenos.
Prepare a gelatina seguindo as instruções e depois leve ao frigorífico até ficar firme.
Quando estiver pronta, coloque-a num liquidificador com os morangos cortados e os iogurtes.
Bata muito bem e depois coloque em taças individuais.
Volte a colocar no frigorífico ate solidificar e depois sirva decorando com morangos, ramos de hortelã ou framboesas.

Esteve-se bem


















e entre amigos no Festival de BD em Beja. 
E agora é começar a semana!